‘So Wassup?’ #14 | DJ Premier fala sobre a clássica ‘Boom’ e a sua parceira com Royce da 5’9

Publicado pelo primeira vez em 16 de agosto de 2021, última edição em 07.09.21

0
239

No início de agosto de 2021 DJ Premier começou em seu canal no YouTube a série de vídeos chamada ‘So Wassup?’, onde ele conta a história por trás de alguns clássicos produzidos por ele. Além de contar como a música foi construída, ele revela detalhes de estúdio, diálogos e acima de tudo mostra como a tecnologia da época influenciou na textura sonora que imortalizou tantos clássicos.

Inclusive o subtítulo do projeto é ‘Uma saudação ao disquete’, tecnologia que a geração atual não chegou a utilizar. Até o Bocada Forte tem conteúdo perdido em disquetes – por aqui ainda era usado no começo dos anos 2000, eram nossos pen drives.

www.centralhh.com.br
PUBLICIDADE

Ela já postou seis episódios e começou com força total, logo de cara já escolheu a música “Come clean” do Jeru The Damaja, single do álbum ‘The Rises on The East’. No segundo episódio ele também não alisou, detalhou como foi o processo de construção da faixa “Unbelievable” de Notorius B.I.G, single do álbum ‘Ready to Die’. No terceiro episódio ele falou sobre a faixa “Da enemy”, clássico da D.I.T.C com Big L e Fat Joe.

No 4º episódio ele falou sobre um dos maiores clássicos do Gang Starr, a música “Mass appeal”. Lançada em fevereiro de 1994, ela foi o primeiro single do álbum ‘Hard To Earn’ e acabou se tornando uma das faixas de maior sucesso da dupla. Uma ironia do destino, já que a ideia da letra é uma sátira e também uma critica aos Raps que eram feitos para agradar a indústria.

bocadaforte.com.br/playlistbf
Ouça a nossa playlist oficial sempre atualizada!

No episódio 5 ele trouxe detalhes sobre “MCs act like they don’t know” do KRS-One, faixa do seu segundo álbum (KRS-One/1995). Assim como a maioria dos fãs do KRS eu já sabia algumas curiosidades, mas ter o próprio Premier falando sobre elas é diferente, esses registros estão sendo grandes aulas de como foram construídos os maiores clássicos da Golden Era.

No episódio 6, o mais longo até agora, Preemo detalhou a criação e o desafio que foi fazer a faixa “Represent” do Nas, lançada no clássico álbum ‘Illmatic’. A faixa já estava pronta, mas para o álbum Premier fez outro instrumental e manteve o vocal da mesma forma, em seus disquetes ele marcou essa nova versão como ‘remix’. O DJ e produtor não queria ficar pra trás, afinal entre os produtores do álbum estavam Pete Rock, Q-Tip e Large Professor.

No episódio 7 ele deu mais uma aula de como uma música construída em conjunto tem muito mais probabilidade de ser imortalizada em corações e mentes. Ele detalhou e revelou curiosidades da clássica “Return of the Crooklyn Dodgers”, faixa feita pra ser trilha do filme ‘Clockers (1995)’ de Spike Lee.

A reunião de Chubb Rock, OC e Jeru The Damaja foi o retorno porque em 1994, para o filme ‘Crooklyn’, Q-Tip produziu a faixa “Crooklyn” com Special Ed, Masta Ace e Buckshot. O que todos os MCs tem em comum é serem moradores do Brooklyn. Em 2007 o DJ e produtor 9th Wonder fez a sua versão, reunindo Jean GraeMos Def Memphis Bleek na música “Brooklyn in My Mind”.

A sequência dos vídeos 8, 9, 10 mostram o quanto Premier é versátil e pode trabalhar com os MCs mais zica e também com cantores e cantoras de R&B sem perder a sua originalidade. Nessa sequência ele conta como foi fazer as seguintes faixas: “Lady (remix)” do D’Angelo, “Together again (remix)” da Janet Jackson e “It’s been a long time” do Rakim.

No episódio 11, e pela primeira vez na série, ele detalhou como foi fazer a faixa “Take it personal” do Gang Starr. Seu engenheiro de som o aconselhou a deixar de lado a SP1200 e usar a MPC60 para fazer os beats, mas ele disse que usaria na última faixa a SP e foi justamente nessa faixa que ele fez isso. Essa música está no terceiro álbum deles, o ‘Daily Operation’, ouça o álbum completo e você vai perceber a diferença dessa faixa para as outras, quando falamos sobre ‘peso e sujeira’, é sobre isso (leia mais aqui).

No episódio 12 ele contou a história de como foi produzir a faixa “N 2 getter now” do Limp Bizkit, com participação do Method Man, e o quanto ela foi lucrativa. No episódio mais recente, o de número 13, ele não falou muito sobre como foi produzir a faixa. Como ele falou da música “Livin’ proof”, que dá título ao álbum do Group Home, ele ressaltou o quanto esse álbum é importante para a história do Rap, para sua carreira e também para a Gang Starr Foundation. Contou histórias sobre a crew, falou dos integrantes e contou histórias sobre Lil’ Dap e Melachi the Nutcracker, ambos do Group Home.

No episódio 14 ele traz mais um grande clássico e como ele mesmo diz, um dos mais importantes da sua carreira, a música “Boom” (1999). A parceira originalmente seria com a dupla Capone-N-Noreaga, mas Royce convenceu Premier a fazer a música com ele. Mesmo tendo sido lançada em 1999, ela foi o primeiro single do álbum ‘Rock City’ de 2002, o álbum de estreia de Royce. Em 2014 eles lançaram o primeiro álbum juntos com o nome PRhyme, em 2018 repetiram a dose e lançaram mais um álbum do mesmo projeto.

Confira esse e outros episódios:

https://www.bocadaforte.com.br/vaiembora
PUBLICIDADEhttps://www.youtube.com/watch?list=PL8h0_HjYIkez8j7y9066l8Lj772VX6AOM&v=46ymK6sFM3w

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.