Há 20 anos, Mos Def presenteava as ‘crianças’

Capa do álbum

Em 12 de outubro de 1999, Yasiin Bey, mais conhecido como Mos Def, lançava seu primeiro álbum solo, ‘Black on Both Sides‘.

O álbum lhe rendeu o disco de ouro e superou as expectativas criadas com o Black Star, seu projeto paralelo com Talib Kweli. O disco é basicamente uma continuação do que ele começou com Talib, as letras vão na mesma direção, com foco na consciência social.

Não são muitas as participações, mas são essenciais, seu parceiro Talib Kweli está presente, Busta Rhymes, a cantora Vinia Mojica e Q-Tip.

Lançado pela Rawkus, o álbum foi muito bem recebido e avaliado positivamente pela critica especializada, se tornando um clássico.

Assista ao vídeo de “Umi Says”

Mos Def, juntamente com a maioria dos MCs da sua geração, foram a “raspa do tacho” da Golden Era do Rap da Costa Leste dos Estados Unidos. Este trabalho pode ser acompanhado de ponta a ponta por qualquer amante do Rap, é um autêntico MC rimando em batidas da melhor qualidade. Os produtores foram, além do próprio Mos Def, DJ Premier, Diamond D (D.I.T.C), 88-Keys, Ayatollah, Mr. Khaliyl (Da Bush Babees), Ali Shaheed Muhammad, Psycho Les (Beatnuts), DJ Etch-A-Sketch, Weldon Irvine, Ge-ology e D-Prosper. Todos eles estão distribuídos nas 17 faixas que preenchem o álbum.

Foram apenas dois singles lançados. A música “Umi Says”, foi selecionada para ser a trilha dos comerciais do tênis Air Jordan XVI. Assim, acabou tendo dois vídeos. O outro single, é dois em um, com as músicas que acabaram se tornando as mais famosas: “Ms. Fat Booty” e “Mathematics”. Elas foram lançadas oficialmente em agosto de 1999.

Assista ao vídeo de “Ms. Fat Booty”

Outros destaques são as faixas “Rock n Roll”, “Do it now” com Busta Rhymes, “Know that” com Talib Kweli, “Climb”, “Habitat”, “Mr. nigga” com Q-Tip e claro não poderia faltar a “Brooklyn”. Essa última é dedicada, lógico, ao bairro onde cresceu e onde a água é diferente e faz com que surjam MCs aos montes. São três partes, três instrumentais diferentes, no primeiro ele faz a introdução baseado em versos de “Under the bridge” do Red Hot Chilli Peppers, na segunda ele rima sobre o instrumental de “Home sweet home”, do Smiff-n-Wessun e no último ele rima sobre “Who shot ya”, de mais um nativo do Brooklyn, Notorius BIG. A música ganharia uma outra versão onde ele usa outros dois instrumentais, “Incarcerated scarfaces”, do Raekwon, e “Give up the goods (Just Step)”, do Mobb Deep.

Ouça o álbum completo

PUBLICIDADE – CONHEÇA A LOJA CENTRAL GIRLS

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.