Entrevista: Diamantee e DJ F-Zero falam sobre o CD e a Mix Tape

Capa do Disco

Na área e preparado, o time do Diamantee chega em grande estilo. Um CD com muitas participações, algumas músicas apenas instrumentais e ainda traz encartado uma mix tape feita pelo DJ F-Zero, que também foi o responsável pelos scratches e colagens.

Aqui você confere, além da entrevista, uma resenha e também o Mp3 da música “Alguém tem que fazer isso”, cantada por Marco Guerreiro (Marquinhos). Saiba mais sobre o Diamantee e seu “time”.


[+] Leia resenha do disco

Bocada Forte: Porque Diamantee e escrito dessa forma, com dois “es”?
Diamantee: Eu estava procurando uma forma de deixar o nome “diamante” o mais diferente. Um amigo, o “Wilder”, que está fazendo um visual novo pro o blog (www.diamantee.blogspot.com) fez o logo com 2 “es” ai foi só unir o útil ao agradável.

Curta nossa página – www.facebook.com/bocadafortebf

BF: Desde quando você vem trabalhando nesse disco?
Diamantee: Comecei a trabalhar nesse disco em 2005, tive a ideia de fazer um disco solo. Como sempre preservei a ideia de fazer as coisas primeiro com as pessoas de casa e depois fazer as coisas com outras pessoas, fiz um CD todo produzido por mim e rimado pelos meus amigos. As faixas foram gravadas na minha casa e mixadas no estúdio Mokado Record´s pelo Slim Rimografia.

BF: Fale sobre o título.
Diamantee: Então, “Meu Time” é porque todos os MCs fazem parte da minha banca. “é Preparado” é demonstrando que estamos preparados para o jogo.

Foto do encarte do CD

BF: Quais os equipamentos ou programas que foram usados nas produções?
Diamantee: O equipamento de produção basicamente foi o computador com uma placa delta. Em relação aos programas foram usados Sound Forge e Fruity Loops para produção das faixas, exceto o skit “Beat Sonar”, que foi realizada no Sonar, assim como a gravação de voz que também foi feita no Sonar, utilizando um microfone Lesson. O Slim Rimografia fez a mixagem de todas as faixas com o Logic e fez as programações de baixo da algumas faixas com um teclado controlador.

BF: Como está sendo feita a divulgação e a distribuição?
DJ Fzero: A divulgação está sendo feita no boca a boca mesmo, bem independente. Já fizemos alguns shows, como são vários MCs que participam do CD, cada show que fizemos foi diferente já que sempre a formação estava diferente, quando um não estava, outro estava, devido ao lugar, horário, etc. Estamos tendo um retorno positivo, mas queremos mais. Também estamos divulgando pela internet via myspace, blog e sites. A distribuição está sendo feita por nós. Deixamos o disco na A-place, na Sigilo, Porte Ilegal e Pavilhão, todas estas são lojas das galerias que trabalham com Hip Hop. Além disso, a venda do CD também está sendo feito pela loja do Bocada.

Foto do encarte do CD

BF: Como foi feita a escolha das participações, todos que participaram são como uma crew?
Diamantee: As participações são todas de caras que andam comigo. Todas as faixas são de caras que eu conheço já faz um tempo. O Skok, Maze, Latha, Silaz são da “Ajunção”, Rodrigo Mendonça e o Luiz são do “Obscuro”, o Benigno que faz o refrão no som “Esse problema aqui não é só meu” canta sozinho, o Marquinhos é de Taipas e faz parte do Segunda-entida. O Nove faz parte da “Família Pingaiada”. Podemos dizer que é uma crew, “A Brigada”. O Rincon Sapiência, que conheci através do Zorack, ele faz umas paradas com seu amigo Mosquito (Produtor). O Slim Rimografia conheço desde 99, trombava ele na rua e nas batalhas de B-Boys, ai ele deu o ar da graça na Intro e mixou a parada. O DJ Zinco já fez parte da “Ajunção”, o Razec é um amigo e produtor da Zona norte.

BF: Desde quando você produz e como começou seu envolvimento com o Hip-Hop?
Diamantee: Em 95 comecei a ouvir Rap nacional, logo na seqüência já descobri coisas gringas muito boas, como Wu-tang, Nas, Mobb Deep e Boot Camp. Por volta de 97, andando de skate e pixando, comecei em pensar em fazer algo no Rap, em 99 com o Skok formamos o Linguagem da Periferia, onde eu era MC, que virou Delito (eu, Skok, Lopan, Geg, Trinca e o DJ Daniel), que logo se desmembrou. Ai tive a ideia de fazer um som com todo mundo chamado ‘A Juncão’. Nessa ideia, outros caras que já estavam correndo com a gente, se juntaram e acabamos formando o grupo “Ajunção” que seria, (eu, Skok, Gringo, Rick, Lopan e o DJ zinco), para participar do campeonato da juventude em 2001, coisa que acabou não rolando. Ajunção sofre modificações (eu, Skok, Maze e DJ Zinco) começamos a desenvolver um trampo que até gerou um disco que está praticamente finalizado, onde já estava evoluindo nos beats, rendendo diversos elogios ao disco, mas como o grupo ficou meio no gelo, esse disco não saiu. Fiz umas paradas de produção, estudei um pouco disso, fiz alguns cursos e cheguei a fazer o disco dos meus parceiros, “A Família Pingaiada”, que também acabou não saindo até hoje. Atualmente estou me dedicando somente a produção. Utilizo programas como Fruity Loops, Sound Forge, Sonar e quero me desenvolver mais ainda, acho a parada de produção é muito foda, pois hoje você tem uma necessidade e logo depois que você conquista essa necessidade vem outra e outra, quanto mais você tem equipamentos, mais você quer ter.

Foto do encarte do CD

BF: De quem foi a ideia de lançar uma mix tape junto com o álbum?
DJ Fzero: Minha e do Diamantee, a mixtape é um brinde para essa primeira edicão do disco. Uma forma de divulgar e chamar a atenção do público para o meu cd, além de divulgar o trampo do DJ, é uma mixtape com sons gringos, sons da cena independente do Hip Hop dos Estados Unidos. Como disse a mixtape está somente nessa edicão de lançamento, então corram e garantam já o seu!

BF: Você está produzindo algum outro grupo ou trabalhando em algum outro projeto, quais?
Diamantee: No momento estou preparando o CD da ABrigada, o CD do MC Fino, que vai sair pelo Material Corrosivo e preparando algumas produções para alguns caras, mas não vou divulgar ainda porque não tem nada finalizado.

BF: Quais as suas influências e inspirações para criar os beats?
Diamantee: O Rap, o Hip Hop como um todo. O B-boy e sua habilidade. Pixação me inspira muito: R-HipHop, RDU, PRDS, PDM, H2O, Cambadas, Lixomania, Mutantis, Vicio, Vocal, Osgs, MDB, Sector.
Grafiteiros como que pintam trens, metrô, fazem bombs nas portas, beirais, prédios por ai como: Geg, Son, Dion, Same, Snif, Dev, End, Mor, Mad, Sativas Claw, Shock, Nunca, Não, Nove, Eno, Razieu, Amem, Ateu, James, Flip, Loucos, Koio, Nina, Gêmeos, entre milhares que mantém a parada viva.
Algumas bebidas, blunts, a rua, amigos, minha família, de sangue ou não, são as coisas que mais me inspiram.
Produtores Gringos como: Havoc, DJ Premer, The Alchemist, Dru Ha, Buck Shot, Marco Polo, Just Blaze, Jay Dilla, Kanye West, Timbaland, entre outros.
Produtores NACIONAIS como: Slim Rimografia, DJ Fzero, Calmon, Ibra, DJ Zinco, DJ Saidi, DJ Le, Ameni, Glauber, DJ Caique, Ogi, Munhoz, Parteum, Sagat, Kamau, Idmons Orfeus, Pentágono, DJ Marco, Kl Jay, Mano Brown, Edy Rock, Ganja Man, Nave, DJ Zegon, Dario, Shaw, entre outros.

Diamantee na Quilombo TV


BF: Espaço aberto deixe os contatos e considerações finais.
Diamantee: Agradeço ao Slim Rimografia, que deu a maior força para o CD sair, ele fez a Mixagem de todas as faixas e programou alguns baixos, a rapaziada da Ponto4Digital, que fez a Duplicação do Cd, com um trampo super profissional, Oga Mendonça, que fez o Projeto gráfico do CD, a Rita Dias nossa fotógrafa, que tirou todas as fotos da Arte do CD, aos Grafiteiros Dion e Geg que também fizeram à colaboração com os Graffitis que compõe o projeto gráfico, e a todos os amigos nossos que colaboraram no dia das fotos, muito obrigado pela força, e ao espaço que o Bocada Forte está nos dando.

Contato:
www.myspace.com/renanajuncao
diamantee@walla.com
www.materialcorrosivo.com

Paz e valeu…

[+] Leia resenha do disco

Ouça a Mix Tape do DJ F-Zero

Track List da Mix Tape

Ouça o disco

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.