O Som é: Digital Underground, “Wassup wit the luv” com participação de 2Pac

0
6

Essa é uma sessão que há algum tempo não atualizamos, se chama ‘O Som É’. Aqui escolhemos uma música e falamos sobre os samples, produção, participações, lembranças, pode ser um som que te marcou em algum momento ou uma música historicamente importante, os famosos clássicos. Já fizemos com convidados e também com nós mesmos do site. O som que escolhi é uma música que já vinha pensando há algum tempo, comecei a escrever sobre ela em janeiro, ficou parada, mas retomei esses dias. Essa introdução foi feita depois do texto finalizado e no decorrer das linhas abaixo falo mais sobre o processo.


Não é a primeira gravação de 2Pac, mas foi com o Digital Underground (D.U) que ele gravou pela primeira vez uma música oficial. Quando eu ouvi essa música pela primeira vez, não me lembro se vi o vídeo na MTV ou se escutei em alguma festa, mas fato é que eu tinha pouquíssimas informações sobre o 2Pac, nem sabia que ele era um dos que rimava na faixa.

Quando falamos de músicas de quase 30 anos atrás, é sempre bom contextualizar, pois não era uma época em que você ouvia a música a hora que você quisesse, como é hoje em dia. Discos como esse não eram lançados aqui, não tocavam em rádios ou se tocava era muito mocado e as informações eram passadas no boca a boca. Sendo de periferia, adolescente, sem emprego, não tinha como comprar discos ou revistas importadas. Enfim, só pra quem é mais novo entender que a quantidade de informação que chegava pra nós era bem pouca, mesmo 2Pac já estando em filmes em 1993 e com 2 discos lançados.

Fiquei bastante tempo sem ouvir essa música, mas algum tempo depois, já com mais informação, melhores condições, 2Pac sendo uma estrela mundial, eu com emprego e o vinil do Digital Underground em mãos, ai sim pude apreciar melhor a música e saber que aquele cara que tinha chamado minha atenção nessa música, era o 2Pac. Ouço essa música direto, tenho esse vinil em uma edição limitada que foi lançada na Itália e esses dias peguei pra ouvir novamente. Sem mentira e sem exagero, até porque nem acho exagero, volto essa música 4, 5 vezes toda vez que pego esse disco. Pare de ler por um momento e dê play na música, se você não ouvir pelo menos duas vezes, nem gente você é (rsrsrs). Zueira, é só pra você ouvir mesmo, a música é muito boa, um clássico e infelizmente ainda dialoga com a situação que vivemos hoje.

Sem saber a tradução eu achava que era uma letra romântica feita de homens para mulheres – tinha “love” no nome pra mim era tudo romântica. A tradução literal seria “o que pega com o amor?”, ou melhor, “O que aconteceu com o amor?”. Tenho uma teoria, se 2Pac continuasse a trabalhar com o Digital Underground talvez sua partida não fosse tão breve e talvez nem tão trágica. Voltando a música, eu não estava errado, ela é realmente uma música romântica, fala de amor, com muito protesto, mas de amor entre os homens, entre os manos, menos violência, sem racismo, sem disputas. O Digital Underground ficou famoso pelas suas músicas mais dançantes e mais descontraídas, mas a ideia inicial era criar um grupo na mesma pegada do Public Enemy, Shock G queria ser o Chuck D.

https://www.youtube.com/watch?v=qdVhiudPqA4
Ouça “Fya”, música de Rica Silveira com produção e scratchs do DJ Cortecertu

Shock G é um dos gênios do Rap mundial, revisite a obra do D.U, sua carreira solo como músico e produtor e confirme o que falo, tão gênio a ponto de enxergar o talento nato do seu roadie e dançarino Lesane Parish Crooks ou Tupac Amaru Shakur. Em um dos inúmeros documentários sobre a vida e morte de 2Pac ele se emociona ao falar e em algum deles, ele também fala sobre avisar seu pupilo que assinar com a Death Row seria perigoso.


Comecei a escrever essa parada em 18 de janeiro, parei no parágrafo acima. Hoje, 23 de abril, retomo à partir daqui, um dia depois da morte de Shock G. Já assisti novamente o vídeo várias vezes antes de continuar e já achava emocionante, comovente a parte de 2Pac, hoje ela ficou ainda mais. Essa faixa é um hino, o vídeo transmite a vibração totalmente diferente das imagens de Pac em estúdio com os manos que ele trabalharia no futuro. Se você é fã de Pac, precisa saber quem sem Shock G, talvez não houvesse 2Pac e exatamente essa passagem no vídeo, em que os dois estão lado a lado, diz muito. Ali vejo gratidão, cumplicidade, parceria, amizade, consideração, reconhecimento, apoio, amor!

Saiba mais sobre o álbum de Jé Versátil – ‘A Cada Escolha Uma Renúncia’

Porém, quando Pac foi para o estúdio gravar a sua parte, sua rima precisou ser refeita, Shock achou que a letra inicial que ele escreveu estava muito agressiva. Não era essa a ideia que Shock queria passar com a música, ele queria uma música com protesto, falando das coisas ruins que afetavam suas comunidades, mas que ela fosse mais responsável e diferente de todas as outras que vinham sendo lançadas naquele momento. 2Pac claro não gostou, foi um momento tenso, mas ele acabou concordando e refazendo a sua parte.

Para a construção da música eles samplearam partes bem pequenas de algumas músicas, vou deixa-las distribuídas entre o texto. Eles usaram colagens e Shock G, o Maestro, tocou piano, a guitarra é de Michael Hampton do Funkadelik, uma das principais influências do D.U. Antes que eu esqueça, essa música faz parte do álbum ‘The Body-Hat Syndrome’, lançado em 05 de outubro de 1993. Deixo aqui o vídeo e também o álbum completo.

Termino aqui e faço questão de deixar registrado que nós do Bocada Forte, em meio a pandemia, não estamos nos reunindo e nem produzindo nenhum conteúdo fora de nossas casas. O momento é triste para o mundo todo, espero que na medida do possível você e sua família esteja bem. Continue se cuidando, respeitando a ciência e acima de tudo a sua vida e a dos outros. Além da pandemia e das nossas perdas pessoais, para o Hip Hop também tem sido um período muito triste. Estamos perdendo pessoas que em algum momento nos tocou com sua arte, não são família, nem amigos, mas passaram pelas nossas vidas e deixaram coisas boas que estão eternizadas.
www.centralhh.com.br

Assista ao vídeo

Ouça o álbum

 

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.