Memória BF | Parabéns e obrigado Cindy Campbell!

0
154
Foto de Cindy ao lado de Herc, na sua passagem pelo Brasil em 2013 no evento Block’ Out – Foto por Renan Livi

No dia 26/10 foi aniversário de Cindy Campbell, a mulher que ainda adolescente foi responsável por produzir, organizar e promover a festa que se tornou o mito de origem da Cultura Hip-Hop. Em respeito a forma reservada que ela optou viver, não colocarei aqui a sua idade.

Esse post era pra ser publicado na data correta, mas o site ficou fora do ar por problemas técnicos nos dias 25 e 26/10.

Essa data é mais uma grande oportunidade para diminuir a desinformação em torno do 11 de agosto de 1973, data que muita gente associa erroneamente ao aniversário de Cindy. A principal motivação para a festa na sala de recreação da Avenida Sedgwick, 1520, no Bronx, foi a necessidade de uma adolescente retornar às aulas com roupas novas. A jovem Cindy não foi apenas a primeira promotora e produtora de festas de Hip-Hop, ela também foi a primeira personal stytlist no Hip-Hop, pois era ela que cuidava do figurino do seu irmão DJ Kool Herc, inclusive ela seguiu esse caminho profissionalmente na moda, como modelo e também estilista.

Com a bilheteria da festa e a venda de bebidas ela conseguiu pouco mais de 300 dólares, 50 anos depois o Hip-Hop é um mercado bilionário. Todos os elementos da Cultura rendem bilhões, mas isso não impediu que na pandemia Herc e Cindy precisassem leiloar mais de 200 ítens pessoais (discos, roupas, flyers, equipamentos, fotos) que contam parte da história do Hip-Hop. Sabemos que a grande maioria das pessoas que fazem muito dinheiro com as manifestações artísticas do Hip-Hop, não tem nenhum compromisso com a Cultura, sua origem e história. Não é apenas no Brasil que isso acontece, os aproveitadores estão em todas as áreas, brinco que eles estão por aí há tanto tempo que podemos até dizer que são mais um “elemento”.

Os irmãos jamaicanos, imigrantes, aprenderam na ilha caribenha a tecnologia do Sound System e também como promover festas. Ainda muito novos eles viram como eram feitas as festas ao ar livre na Jamaica, além de também ouvirem as histórias dos pais e parentes. A história da família Campbell é a mesma de tantos outros imigrantes do Bronx, o que acabou influenciando na formação da Cultura Hip-Hop, algo que eles mesmos já reconheceram em entrevistas.

Na data em que Cindy completou mais um ano, o Ministério da Cultura no Brasil lançou um edital que vai contemplar 325 iniciativas da Cultura Hip-Hop em todos os estados e também no Distrito Federal. Será um total de seis milhões de reais e o nome do edital é ‘Prêmio Cultura Viva Construção Nacional do Hip-Hop’. Isso é fruto de uma articulação nacional que começou em fevereiro de 2023 e essa semana terá muitos outros anúncios importantes.

VEJA TUDO SOBRE O EDITAL

Os guetos, as favelas, as quebradas não são lugares onde as coisas estão programadas para darem certo. O plano é outro, mas aí surge uma Cultura que inverte a situação, ela nos ensina a tirar leite de pedra, a resistir e transformar a realidade, onde tudo era pra dar errado as coisas passam a dar certo. A dança, a música, a poesia e as artes plásticas da quebrada revolucionaram, salvaram vidas e mostraram que com Paz, Amor, União e Diversão podemos viver em um mundo melhor.

Parabenizo a Cindy de hoje por mais um ano de vida e agradeço a jovem Cindy que há 50 anos foi a protagonista de uma festa que alterou os rumos da história.

Parabéns e obrigado Jacintha Campbell!

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.