Algo A Dizer: Galf AC segue contando suas histórias do underground

MC lançou o EP "Botando Pra Ver Bicho Vol.1" e soltou o clipe da música "Não vê nada"

0
69

Sempre é bom conhecer a história por trás de um disco, single, EP, clipe ou mixtape. Quando um artista coloca sua música nas plataformas digitais, um universo repleto de conflitos, superações, desconfianças e problemas financeiros fica escondido.

Mesmo que seus sons reflitam sua trajetória, que seu release destaque certos pontos de sua obra e carreira, é numa conversa que, em muitas vezes, sua força ou suas fraquezas são reveladas. Além da figura na tela do nosso computador, conhecemos o humano, suas alegrias e suas dores.

Galf AC
Galf AC

Galf AC, rapper baiano conhecido na cena alternativa brasileira, que transita pelo rock underground e o Hip Hop, representa um desses casos que registramos em nosso site há 22 anos. O MC abriu seu coração para falar sobre suas influências e seu respeito pelos que vieram antes dele na cena da Bahia. “Diego 157, Daganja […] são caras que já tinham uma estrada pavimentada”, afirma.

Antes de soltar seu EP ‘Botando Pra Ver Bicho part.1’, o rapper precisou superar o uso abusivo de drogas e teve o apoio de sua família para isso. “É uma escuridão, a gente não consegue enxergar mais nada […] É inacreditável o que o vício nos leva a fazer”, relembra Galf. O nascimento do seu filho, que hoje tem seis anos, impulsionou uma virada em sua vida.

Atualmente, Galf AC trabalha na divulgação do seu EP e acaba de lançar o clipe da música “Não vê nada”, que faz parte de ‘Botando Pra Ver Bicho part.1′. Em setembro, o MC vai lançar outro EP com Giallo Point.

Pelo celular, num cômodo de sua casa que reverberava suas histórias, o rapper trocou uma ideia com o Bocada Forte. Ouça o podcast Algo A Dizer e conheça mais sobre esse versátil artista.

OUÇA A ENTREVISTA

OUÇA O EP ‘BOTANDO PRA VER BICHO PART.1’

ASSISTA AO CLIPE “NÃO VÊ NADA”

PUBLICIDADE



OUÇA O EP ‘VAI EMBORA’, DO DJ CORTECERTU

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.