LANÇAMENTO | Transformando tudo que é ruim em poesia, DJ Cortecertu lança o EP ‘Vai Embora’

0
37

Não, o título não foi nenhuma pegadinha só pra garantir o seu click, não é exagero e nem mentira. DJs também fazem poesia com seus riscos, colagens, samples e batidas, é assim que eles se manifestam e colocam pra fora dores e amores. No EP ‘Vai Embora’, em apenas duas faixas, DJ Cortecertu conseguiu sintetizar e botar pra fora suas angústias e o sofrimento de tempos que estão sendo difíceis para todos os terráqueos.

Jair dos Santos, mais conhecido como DJ Cortecertu, é um amante da música e além da sua função comandando um par de toca-discos, ele é compositor e beatmaker. Manipulador de equipamentos digitais e analógicos, de samplers, baterias, plugins, distorções, ele estica, corta, molda, é um artesão sonoro.

bocadaforte.com.br/live
Clique no banner e conheça siga nossos canais

Ele está entre os milhares de artistas espalhados pelo planeta que são ignorados por uma “elite cultural”, elite essa que se auto-intitula representante da Cultura Preta Periférica. Eles não estão na base, não acompanham o surgimento dos talentos, esperam que chegue até eles para ai então se apropriar e pagarem de descobridores, desbravadores dos talentos escondidos.

As periferias, as bordas, os extremos do mundo estão recheados de talentos como ele, artistas alternativos e independentes que alimentam o underground com suas obras. Cortecertu é Rap, mas também é Punk Rock, Jazz, Funky, Reggae e Samba e acima de tudo é Cultura Hip Hop. Meu maior compromisso dentro da comunicação alternativa é valorizar talentos como o dele, gente da gente, preto periférico, intelectual do gueto.

www.centralhh.com.br
PUBLICIDADE

Esse trampo que você vai ouvir aqui, é a introdução de um outro EP que o DJ promete lançar ainda esse ano. Essas duas faixas – “Vai embora” e “Corte” – são o resumo de pouco mais de um ano de pandemia e todas as coisas ruins que foram potencializadas por ela. Os mais atingidos a gente sabe o CEP, a cor da pele e a condição financeira. Cada equipamento usado para a construção dessas músicas foi conectado a dor e sofrimento, mas também a uma força ancestral que faz surgir super-heróis.

O DJ em questão é guerreiro, herói, tem super-poderes, ele corta certu e deixa registrado em sua aparente bagunça sonora o tempo em que vive.

Ouça o EP na sua plataforma preferirda – www.bocadaforte.com.br/vaiembora

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.