Roger Deff – ‘Etnografia Suburbana’, ouça o álbum e veja o vídeo

0
98
Capa do álbum

Roger Deff é mais um trabalho interessante que chegou no email do BF, e como ficar copiando e colando release não é comigo, ouvi o disco todo e não apenas a música do vídeo que enviaram. O mano é de Belo Horizonte, eu sinceramente não conhecia e por mais que muita gente tenha voltado os olhos pro Rap de Minas Gerais nos últimos anos, eu sempre acompanhei o Rap de lá e já escrevi muito sobre o Rap de MG aqui no BF.

Desde os tempos do grupo Retrato Radical, depois com o Misael e a Rádio Favela que colaborou pra colocar Minas no cenário nacional. Grupos como NUC, Dejavuh, A Fuga, SOS Periferia, Artigo 607, Nathy Faria, Realistas NPN, Evandro MC, Fator R e muitos outros. E aí é que entra esse mano, não o conhecia em carreira solo, mas ai vi no release que ele começou no Rap com a banda Julgamento, que é da mesma época de muitos desses que citei antes. Sendo assim não é um novato no Rap e isso é muito claro na construção das letras e também musicalmente, é tudo muito maduro. Rap com bastante guitarra, mas sem esquecer o DJ, incluindo nas músicas scratches e colagens. Como eu fiquei uns 10 anos só acompanhando de longe, sem escrever sobre Rap, perdi essa parte da história.

Julgamento

Roger lançou há pouco tempo um álbum intitulado ‘Etnografia Suburbana’, com 8 faixas e o vídeo que ele acaba de lançar é da música que dá título ao disco. Esse projeto é uma ideia que ele começou em 2015, muito rico musicalmente, o projeto foi finalizado e lançado esse ano tendo uma parte financiada através de “vaquinha coletiva”. O tema das letras são a resistência, a fé, luta contra o racismo, desigualdades e claro não faltam críticas ao retrocesso que estamos vivendo no país. Nas músicas várias influências aparecem, samba, funk, soul, jazz, reggae, ska, música negra periférica em geral. O DJ responsável pelos scratches é o DJ Flávio Machado.

Quer enviar seu material, entre em contato – gil@bocadaforte.com.br

Assista ao vídeo “Etnografia Suburbana” com participação de Celton Oliveira

Ouça o disco

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.