Clássico álbum ‘Lōc-ed After Dark’, de Tone Lōc, completa 31 anos

Tone Lōc. Foto: Michael Benabib

Um dos maiores clássicos do Rap da costa oeste norte-americana, o álbum “Lōc-ed After Dark” (Delicious Vinyl), completa hoje, 23 de janeiro de 2020, 31 anos desde o seu lançamento. A obra é do veterno MC Anthony Terrell Smith, mais conhecido como Tone Lōc.

Lançado em 1989, o disco veio com um total de 11 faixas, com produções dos ícones Dust Brothers e de outro expoente da cena rap norte-americana: Young MC. Três delas são extremamente marcantes: “Wild Thing“, “Cheeba Cheeba” e “Funky Cold Medina“. Com esta última música, inclusive, o artista chegou a ser indicado para o Grammy.

A faixa “Wild Thing” tem sample de “Jamie’s Cryin”, do Van Halen. O músico Eddie Van Halen já havia tocado o solo de guitarra da música “Beat It”, de Michael Jackson.

Segundo Ian Mccann, repórter do site Udiscover Music, o álbum foi comercial, “mas só porque pegou o clima da época, quando o Hip Hop estava saindo do gueto e alcançando novos ouvidos graças ao patrocínio da MTV, onde o carisma californiano de Loc estava em alta.”

As rimas e o timbre de voz marcantes de Tone Lōc foram, sem sombra de duvidas, grandes influências para muitos dos artistas da costa oeste.

Em 2002, “Lōc-ed After Dark” foi relançado e desta vez com 18 faixas. Além das onze faixas originais, mais sete músicas compuseram a obra, entre acappellas, instrumentais e remixes.

Este álbum de Tone Lōc pontuou no primeiro lugar da Billboard Top 200 norte-americana, recebeu nota 4/5 da AllMusic e foi certificada como platina dupla pela Recording Industry Association of America (RIAA). É realmente um clássico.

Assista ao vídeo de “Wild Thing”

Assista ao clipe da música “Funky Cold Medina”

Ouça o álbum na íntegra

 

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.