ENTREVISTA | Saiba tudo sobre SKiT e o EP ‘ISSO’ lançamento dos MCs Slim e Kamau

0
767

A imagem no início da matéria é para pedir ajuda ao DJ QAP (SP Funk, Pulse 011, Thaíde, Vítima Fatal), que está enfrentando uma dura batalha contra o câncer. Ele precisa dessa ajuda para o tratamento, então se você puder contribua com qualquer valor e compartilhe.

Chegou hoje às plataformas (21/01) o EP ‘ISSO’, lançamento que une o S de Slim Rimografia e o K de Kamau ao pronome iT. E não é só ISSO, sabendo da história de ambos com o Skate também pode-se dizer que o esporte está representado no nome que o duo resolveu batizar de SKiT. No Rap estamos acostumados aos skits, faixas de álbuns que servem de intervalo entre músicas. E é ISSO que aconteceu na carreira de ambos em meio a pandemia, um intervalo.

Nesse processo eles passaram a dividir e compartilhar o mesmo espaço, o Atelier Studio – um templo sagrado para o Rap brasileiro. O dono do Atelier, Vander Carneiro, que como disse Kamau “é o Oscar Niemeyer do Rap”, precisou restringir o acesso ao estúdio por conta da pandemia e permitiu que Slim, Kamau e também o DJ Gio Marx “morassem” lá.

Ouça o EP

Nessa entrevista eles falaram muito sobre o EP, a produção, construção das faixas, participações e também sobre a história dos dois. Sobre ISSO vale ressaltar que foi um contato que começou na histórica sala de bate-papo do Bocada Forte, onde conversaram pela primeira vez. DJ Gio Marx também trouxe uma ótima lembrança em relação ao Bocada, foi através do site que ele conheceu o primeiro álbum do Slim, o ‘Financeiramente Pobre’.

Foto de Flávio Samelo e Lettering de Robinho Santana

Esse trabalho, com apenas sete faixas, muito bem dividido, equilibrado e gestado no Templo Atelier Studio é mais um exemplo de Rap bem feito, como eles cantam na música “Daquele jeito”“longe der ser perfeito, mas é bem feito… mas anota a receita, só fazer direito”. O S abre os trabalhos com “O que é isso?”, faixa que traz uma reflexão sobre caminhos para evitar males dos dias atuais e onde Slim foi certeiro dizendo “gentileza gera gente ilesa”. Mantendo a já citada divisão e o equilíbrio, Kamau fecha o EP com “É isso mesmo”, pra confirmar a resposta que foi dada a abertura nas outras 5 faixas.

Ouça o EP

A faixa 3, “Nota de escurecimento”, foi a primeira a ser feita e tem a participação do DJ KL Jay na voz e nos riscos. O beat é do Slim e foi feito no dia 20 de novembro de 2020, exatamente na mesma data do assassinato de João Alberto Silveira Freitas, espancado e sufocado em uma loja do Carrefour no Rio Grande do Sul. Kamau gravou sua parte da letra 10 dias depois e assim foi o início dessa obra que vocês vão conferir na íntegra aqui e em qualquer plataforma de streaming de música. Todas as participações foram comentadas e lembradas por eles na entrevista, mas é importante deixar aqui os nomes de Lay (Banda Tuyo), que participou da música “6” e o beatmaker Ryam Beatz que assina a produção da faixa “Então vai”.

Agradeço demais a lembrança e consideração pela história do Bocada Forte, respeito recíproco desde sempre.

Escolha sua plataforma preferida e ouça o EP – CLIQUE AQUI!

Confira como foi a entrevista e tire todas as suas dúvidas

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.