Galf AC escolhe viver em ‘Botando pra ver bicho, Pt II’

0
77

Os mais velhos dizem: as palavras ficam, os conceitos mudam. O termo rap é uma prova disso.

A cultura do sample, a valorização das letras, a conexão consciente e indignada com a realidade social vão ficando cada vez mais longe do topo, poucos artistas que seguem nessa caminhada estão entre os mais vistos, ouvidos e comentados, mas a rima, a força da rima, continua sendo desenvolvida na rua, provocando pequenas, médias e até grandes mudanças na base. Isso é importante.

Leia também: Galf AC segue contando suas histórias do underground

Vivendo e lutando no mundo underground do hip hop e do rock, Galf AC segue seus planos e  lança “Botando pra ver bicho, Pt II” numa época em que a frase  “ir além do rap”,  repetida nos quatro cantos do país, também pode significar seguir a onda do momento e suas configurações pop que geram engajamento, views, popularidade e acessos aos playboys que querem a legitimidade das ruas, seja fazendo ou apenas curtindo o canto falado do hip hop.

ASSISTA AO VÍDEO
Galf AC & Cremenow Studio – NVBN (Botando pra Ver Bicho Pt.II)

Trilhando  o caminho oposto ao esvaziamento que vem sendo construído com muita grana nas plataformas digitais, Galf também quer retorno financeiro, entretanto, o rapper oferece seu caos lírico como contraproposta.

Armas, amores, desconfiança a cada esquina e a esperança do soldado em luta flutuam nos beats e na cadência de um artista que vive e produz numa área fora do eixo, fora dos olhares dos que dizem que todo dia é dia de fazer dinheiro. Sim, Galf AC sabe que nunca foi fácil seguir em frente, dinheiro é necessário, viver sem fingir também.

Em “Botando pra ver bicho, Pt II” o MC baiano mostra como escolheu viver, quem escolheu desprezar e quem são seus verdadeiros inimigos. 

 OUÇA

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.