Conheça a série documental ‘Zona Leste no Mapa’, com produção da Black Pipe Entretenimento

0
152

A Black Pipe Entretenimento (BPE) acaba de lançar a série documental ‘Zona Leste no Mapa’, o projeto foi aprovado no VAI de 2019 e por conta da pandemia agora eles conseguiram finalizar. A zona leste é a região mais populosa da cidade de São Paulo, não é a maior, mas é bem grande, muito diversa e historicamente a população das periferias da zona leste sempre foi uma potência em todas as artes, no esporte, na moda, na educação, na política, etc., sou cria da ZL e sou até suspeito pra falar sobre. No documentário eles conversaram com 10 jovens, homens e mulheres, e os diálogos foram divididos em 05 episódios – caso eu esteja errado em relação a algum gênero, me corrijam por favor.

Os jovens convidados foram – Tonyyymon (rapper/Favela do Jacó), Eddu Chaves (produtor musical/Jardim Ipanema), Joana Souza (criadora de moda/Lageado) e o Lucas Lins (poeta/Cidade Tiradentes), Danilo (produtor de eventos e de moda/Cohab II), Nazura (artista visual/Jardim Robru), DJ Faul (Ermelino Matarazzo), Donovan (skatista/Inácio Monteiro), Felipe Marinho (poeta/Jardim Cibele) e Thaynah Gutierrez (administradora pública/Ermelino Matarazzo).

Confira um bate-papo sobre a série

Eu assisti todos os episódios, gostei bastante das ideias. Enxerguei em cada um deles e delas a continuação de muitos e muitas, manas e manos, que fizeram e ainda fazem muito pela zona leste. A juventude periférica mais do que nunca precisa desse reconhecimento e precisa ainda mais ser valorizada pela própria família, amigos e pela própria quebrada. O Bocada Forte é fruto da quebrada, começou no extremo sul de SP e se espalhou pelas quebradas do mundo, também éramos jovens em 1999 e muitas das dificuldades citadas por eles no DOC ainda existem. Ouvir jovens falando sobre sonhos, planos, seus feitos e o que achei mais importante em todos os papos, foi a valorização e orgulho dos seus territórios.

Eles e elas são 10 que representam milhares, espero que a equipe BPE faça mais temporadas e dialoguem com mais jovens potências de outras partes da ZL. Essa série já teve duas exibições na quebrada, uma no CEU Jardim São Pedro e outra na sede da Love CT, projeto que trabalha a inclusão e o resgate através do Skate.

Obs.: No nome do Eddu Chaves na primeira citação deixamos o link da entrevista com a Hanifah, pois falamos sobre ele, clique aqui para o perfil dele na rede social.

Mais sobre a Black Pipe – Site | FaceBook | Instagram | Twitter | YouTube

Assista a série

SIGA O BF NA TWITCH

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.