‘Confinadas’ | Violência doméstica e feminicídio são o tema do novo vídeo do Viela 17

Imagem de divulgação do Concurso do REMIX

Japão (Viela 17) está entre os artistas do Rap mais atuantes durante a pandemia. Entre participações, lives, entrevistas e projetos próprios ele não ficou um dia parado. O último lançamento foi no domingo (06/09), o vídeo, single e o EP da música “Confinadas”.

Música e vídeo retratam uma triste realidade, a violência doméstica, que na maioria das vezes acaba com um feminicídio.

Pesquisas apontam um crescimento muito grande desse tipo de crime nos últimos cinco anos e principalmente nos últimos meses, por conta da pandemia.

O roteiro do vídeo é do próprio Japão e a produção da música é do DJ Raffa. O trabalho foi disponibilizado para o público no formato clássico do Rap, que traz a música nas versões vocal, instrumental, acapella e uma versão club mix estendida. Eu particularmente gostaria que todos os singles fossem lançados nesse formato, pois essa é a melhor forma de valorizar e prestigiar os DJs do Hip Hop.

Confira entrevista com Japão no Programa ‘Algo a Dizer’

Aproveitando esse formato, a produtora Viela17 Music lançou um concurso de remix da música, para DJs, beatmakers e produtores musicais, que receberão a versão acapella no formato “wave”. A data para entrega será até o dia 10 de Outubro de 2020 e serão selecionadas 08 faixas, as escolhidas entrarão em um álbum exclusivo de remixes, que será distribuído nas plataformas digitais.

O júri será formado por 02 Rappers e 02 Produtores Musicais escolhidos pela Viela17 Music. Caso ocorra empate entre faixas, a decisão será realizada em uma live com o público participante no YouTube Oficial do Viela17, com data a ser escolhida. Além disso, os 08 selecionados receberão do Viela17 Shop um kit especial comemorativo dos 20 anos do grupo Viela17 por sua participação.

Interessados entrem em contato no email: viela17producoes@gmail.com

Assista ao vídeo e ouça o EP completo

 

1 COMENTÁRIO

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.