O amor preto em foco no clipe “Passa Bola” de Thiago Malakai e Mel Duarte

0
30

Thiago Malakai lança hoje o videoclipe “Passa Bola” em parceria com a poeta Mel Duarte, o principal foco da música e do videoclipe é a conexão entre duas pessoas pretas.

Embora o videoclipe esteja sendo lançado no dia 11 de Junho, véspera do Dia dos Namorados, o objetivo é chamar a atenção não para uma data consumista, mas para uma reflexão sobre o amor preto e sobre como esta ligação pode ser potente para uma luta antirracista.

Falar sobre afetividade preta é falar sobre desintoxicar o padrão eurocêntrico construído ao longo de 400 anos aqui no Brasil, um ideal de beleza, de família, de companheirismo e de amor que raramente é representado por um casal preto .

Outra questão crucial em nossos tempos é a solidão da mulher negra, segundo dados do último censo realizado em 2010 pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostram que 52,52% das mulheres negras que participaram do levantamento não viviam numa reunião estável, um número que nos faz pensar, porque mulheres negras são tão massivamente preteridas em nossa sociedade.

Tentando descontruir este pensamento eurocêntrico o videoclipe de Malakai, tenta então mostrar a imagem de afetividade entre dois corpos pretos. A música
foi produzida pelo próprio Malakai e a letra em parceria com Mel Duarte, poeta e “slammer” com mais dez anos de carreira, que já lançou livros e participou de vários festivais de Slam pelo Brasil e pelo mundo,

A produção do clipe é assinada pelo próprio Thiago Malakai e Igor Almeida e foi gravado na cidade de São Paulo e trás um clima intimista, levando-se em conta que estamos no meio de uma pandemia que nos assola há mais de um ano.

Thiago Malakai é produtor e baterista e sempre atuou atrás dos palcos ou no fundo dele, agora passeia por novos caminhos explorando um pouco mais seus talentos.

ASSISTA AO CLIPE:

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.