Hip Hop Feminino entrevista Gabi Nyarai

0
14

1424419_587966147925695_114103291_n

Por Cristina Dias
Hip Hop Feminino em parceria com Bocada Forte

Ela tem a intenção de causar um tumulto mental em vários sentidos em quem ouvir suas músicas e tem artilharia pesada para tal proeza. Munida de grandes influencias que vão desde SNj a Mato Seco, com ela não tem essa de 8 ou 80. Com apenas 19 anos e de um humor agradável, já possui a arte da batalha racional e braçal, no que diz respeito ao seu corre independente. “Acho muito importante toda ferramenta que nos una e nos ajude a firmar cada vez mais nossa voz, sem precisar abafar a voz de ninguém.”

Nossa próxima entrevistada é Gabriela de Brito, vulgo GABI NYARAI. Confira a entrevista na íntegra.

HHF – Apresentação:
Gabi NyaraiGabriela De Brito, conhecida como Gabi Nyarai. 19 anos.

HHF – Sobre a formação e trajetória:
Gabi NyaraiMeu trabalho é solo por enquanto. Entrei no RAP por meio das batalhas de rima ha mais ou menos uns 3 anos. Participei de batalhas de sangue e racional. Hoje batalho somente na racional. A partir dai comecei a escrever minhas letras também e hoje me dedico tanto as batalhas quanto ao meu trampo com a composição e apresentação.Sempre tive muito a viagem de fazer rima. Juntava eu e uma amiga que tocava violão e juntas passávamosa tarde toda rimando e dando umas risadas. Um dia esbarrei numa batalha de RAP ( a sexta free) e curti o lance de rimar como desafio e com temas definidos. Como ja estava tarde, na semana seguinte voltei a tempo de me inscrever pra batalhar. A partir dai fui conhecendo melhor um cenário que eu conhecia bem por cima… Através das batalhas de rima é que fui me aperfeiçoando pra começar a compor minhas músicas. Hoje não vivo sem a música. Sinto que ainda to no inicio de uma trajetória bem longa.

HHF – Processo de criação e inspirações:
Gabi NyaraiVem a ser uma inspiração na minha arte. Vem tanto de estar andando por ai e ver, sentir, ouvir algo que me encuca na mente e fico pensando “caraca, isso ai da uma letra bem loca”. Ou então parar pra escrever algo e acabar saindo uma música que nem eu esperava. A única fita é que não consigo escrever a música em pedaços. Geralmente paro e escrevo do inicio ao fim. Todas que fiz por partes acabei abandonando (risos).

HHF– Sobre a relação com fãs:
Gabi Nyarai ­- Meu contato com as pessoas que se identificam e sentem meu som é da hora! É bom trocar umas ideia com uma pessoa quando saio do palco. Num role que a pessoa te reconhece. Até mesmo pela net . Me sinto grata com as boas palavras e a sensibilidade. E nada contra ouvir umas criticas com fundamentos. Nós desenrolamos umas ideia da mesma forma (risos).

HHF – Projetos:
Gabi Nyarai ­- Estou produzindo uns sons soltos por enquanto. Ainda não tenho previsão de CD nem nada, mas to trampando em umas músicas e logo mais sai uns 3 trabalhos. No meio deles vai sair “Oração aos Ponteiros” e “Sensação Térmica De Morte”, que já andam fazendo um barulho nas apresentações nas pela ruas.

HHF – Quais recursos estão sendo usados para produção do grupo. É independente?
Gabi Nyarai ­- Tênis com sola resistente é o principal (risos). Mas várias parcerias que ando tendo… Muita sorte de me juntar e desenrolar uns trampos. São recurso que só tenho a agradecer. O esforço na correria sempre será o melhor recurso.

HHF – O que esperam disseminar com o grupo?
Gabi Nyarai ­- As coisas que me incomodam, ou me encantam. Porque faço minhas criticas nas minhas letras mas também acredito que o lado bom e bonito da vida deve ser sempre lembrado. Poder fazer música é uma honra! Ter a chance de fazer com que meu ponto de vista e minhas lutas se propaguem… Espero causar um tumulto mental em vários sentidos em quem ouvir minhas músicas. É isso (risos).

HHF – Principais influências e referências musicais:
Gabi Nyarai ­- Escuto de 8 a 80. Curto bastante SNJ, Dexter, AS trinca, CÉU, Martinho da Vila, Cássia Eller, Consciência Humana, Ba Kimbuta, Akua Naru, Pentágono, Racionais, Mato Seco, Ponto de Equilibrio, Ventania… Mana é infinito. E tudo isso acabam me servindo de influência. Não tenho como listar só alguns sendo principal.

HHF –Canais de divulgação de Gabi Nyarai:
Sound cloud: https://soundcloud.com/gabriela-de-brito o link onde tem minhas músicas.
Facebook: https://www.facebook.com/gabriela.debrito.9Sou meio relaxada com Facebook, mas é segundo canal que uso pra divulgar minha música o primeiro é a rua mesmo e as cordas vocais.

HHF – A importância da página sobre o universo feminino no Hip Hop:
Gabi Nyarai ­- Para que a cena feminina ganhe uma visibilidade. De certa forma o movimento hip hop é muito fortemente divulgado quanto ao trampo dos manos. E eu vejo muita mina trampando pra caramba aí, fazendo sua arte e se expressando. E muitas vezes nós nem temos acesso a isso. Acho muito importante toda ferramenta que nos una e nos ajude a firmar cada vez mais nossa vóz. Sem precisar abafar a vóz de ninguém. Acho foda a iniciativa de juntar as irmãs. “Tudo pra nós tumultuar” (risos).

HHF – Indicações:
Gabi Nyarai ­- Beatriz Bê O, https://www.facebook.com/BeOliveiraFerreiraA mina é zica, hein!

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.