Confira a entrevista com DJ Benné, representante do lado norte do Brasil

0
458

DJ Benné é um dos representantes da Cultura Hip Hop na região norte do país, mais precisamente de Manaus (AM). Fiz uma entrevista rápida com ele, que foi mediada pela mana Cida Aripória, graças ao contato feito presencialmente pelos manos Jaime ‘Diko’ Lopes e Preto Claudinho, que tiveram o prazer de ir até Manaus e fazer essa ponte com a Cida.

A entrevista demorou tanto a ser publicada que nesse meio tempo a Cida até já lançou seu EP ‘Originária’ (ouça abaixo), que inclusive Benné colaborou dando uma assistência na produção. A região norte do Brasil tem muitos talentos e sem dúvida é muito invizibilizada, são poucos os nomes que conseguem algum destaque. Não podemos muito, mas na medida do possível vamos tentando abrir espaço para que pessoas da região norte sejam prestigiadas tanto quanto outras regiões. Saiba abaixo um pouco mais sobre o DJ MC Benné.

Bocada Forte: Se apresente e me conta, você lembra qual foi seu primeiro contato com a música e quando decidiu que queria ser DJ?

DJ Benné: No cenário artístico de Manaus sou conhecido como DJ MC Benné, sou um artista com raízes indígenas, natural e residente em Manaus (Amazonas), membro atuante da Cultura Hip-Hop desde 2004. Meu primeiro contato com a música foi através do Rap, comecei cantando e compondo no grupo Reação MCs, onde passei um tempo de 8 anos, mas foi em 2012 que aceitei o desafio de ser DJ e comecei a me apresentar em festivais culturais junto com artistas e grupos do Rap de Manaus. Na época que me tornei DJ ainda tinha poucos artistas nessa área e estou vivendo e me dividindo nesses dois mundos em ser rapper e DJ levando informação através da música Rap.

BF: Quais foram as suas referências regionais? E se quiser pode falar das referências de outros estados e internacionais também, se tiver?

DJ Benné: A minha maior referência regional são os DJs da old school como Marcos Tubarão, DJ MC Fino e o DJ Carapanã. A minha referência nacional são os DJs Erick Jay, KL Jay e DJ Cia.

BF: A região norte tem uma das cenas mais diversas da música Rap brasileira, quais artistas você destaca atualmente?

DJ Benné: Os artistas que na minha opinião tem muito destaque na cena do norte são o Rapper Igor Muniz (AM), o grupo Conexão Zona Norte (AM), Pretogonista (AP), Cida Aripória (AM) e W MC (AM).

BF: Já teve a oportunidade de viajar para outras regiões do país para se apresentar? Como é o seu contato com pessoas/artistas de outras regiões?

DJ Benné: Já tive várias oportunidades de viajar em nível local, ou seja, de tocar pelo interior do Amazonas, nos municípios que ainda a Cultura Hip-Hop tá começando a emergir, e participar desse processo de construção da Cultura H2 nesses lugares é muito satisfatório. Para outras cidades em nível nacional e até internacional já recebi convites como pra Itália, Bogotá, Brasília e Bahia, porém ainda não tive essa oportunidade de ir de fato, mas eu vejo que tudo tem uma explicação no sentido que ainda tem muito trabalho a ser feito por aqui e os convites sempre aparecem e uma hora chega e eu aceito com muita honra.

BF: Nos dias de hoje a tecnologia facilita muito o surgimento e o desenvolvimento dos DJs, quais os equipamentos que você utiliza?

DJ Benné: Sim, creio que facilita muito pelo fato da praticidade e rapidez com que se consegue algo, seja musicalmente como em relação de equipamentos. O equipamento que eu utilizo nos dias atuais é controladora, PC, mas quando eu iniciei foi com toca-discos tocando com vinis, que pra mim é muito importante pois é a raiz da Cultura Hip-Hop.

BF: Existe ai uma relação de troca com os pioneiros do Hip Hop e a geração mais nova?
DJ Benné: Sim, com certeza! É necessário ter essa troca com a geração mais nova, pois é como se fosse uma renovação, a juventude precisa tá próximo e a geração mais antiga próxima da nova, eu sou considerado da geração mais antiga porém costumo dizer que estou em constante aprendizado, pois a cada dia nasce coisas novas, novidades em termo de som, eventos e público. Eu já tive a oportunidade de tocar em algumas batalhas de rimas e sabemos que hoje as batalhas são o pico da nova geração e sempre aproveito para trocar ideia para me atualizar.

Quais são seus projetos atuais e os planos pro futuro

DJ Benné: O meu projeto atual é o ‘Música de todo mundo’, que o nome já diz tudo, que é tocar músicas de diversos lugares sem esquecer a essência do Rap, da africanidade e dos povos originários, assim também como tocar música para todo público, pois embora eu seja um DJ do Hip-Hop eu tenho que saber a linguagem do público e assim alcançar o objetivo maior que é passar informação, ideias positivas através da música. Meu plano para o futuro é ter o devido reconhecimento, assim também como quero divulgar cada vez mais a música da minha região, do meu povo e principalmente da periferia.

Mais sobre o DJ Benné – YouTube | Instagram

Acompanhe as atualizações em nossas playlists

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.