Arnaldo Tifu lança disco de remixes com produção do DJ B8

0
136

Arnaldo Tifu já começou 2024 lançando álbum e ainda teve show pra apresentar esse lançamento. Celebrando seus 27 anos de caminhada na Cultura Hip-Hop ele e o DJ B8 lançaram ‘Arnaldo Tifu + DJ B8 – Remixes’. São 11 faixas, todas produzidas pelo DJ B8 e são um passeio pela discografia do MC. Sou fã do Tifu, todas as suas músicas são carregadas de positividade, são pra cima, pra frente, trazem a essência da Cultura Hip-Hop – Paz, Amor, União e Diversão.

Quem me apresentou foi um mano que compartilhava comigo o mesmo sentimento em relação ao Rap, MC Enézimo. Meu mano Enéas também não criava músicas negativas e tinha ótimo gosto e visão na hora de escolher quem seria lançado pelo selo Pau-De-Dá-Em-Doido, basta olhar o catálogo, participações e lançamentos.

No final do ano passado vi uma apresentação do Tifu com o DJ B8 na gravação do DVD de 25 anos do Jé Versátil. Nesse dia senti de perto a energia positiva que ele transmite, um MC compromissado com a Cultura Hip-Hop, acompanhado de um DJ que não fica apenas apertando botões. A energia, as mensagens, a performance, scratches, colagens, improviso, a sintonia e a troca entre DJ, MC e público.

Se não bastasse toda a admiração, Tifu é mais um que trata o trabalha do Bocada Forte com respeito. Agradeço muito por ter me enviado o álbum antes do lançamento e de lá pra cá tenho escutado diariamente. DJ B8 merece grande destaque, remixes podem parecer fáceis, mas não são. Um exemplo são as faixas “Arma de resistência”, “Flores” e “O poder” que já tiveram outras duas versões, não é nada fácil criar mais uma versão, ainda mais quando as outras duas também são muito boas e todas elas com a participação e/ou produção de bons DJs (Nato_pk, Spaiq e Jamal Vira Lata). As música foram lançadas originalmente no álbum de estreia ‘A Rima Não Para’ (2009) e relançadas no álbum ‘A Rima Nunca Para (Minha Versão da História/2013)’. Em “O poder” ele repetiu a participação de Carol Navarro no refrão, aconselho que ouçam as outras versões pra sentir o quanto ficaram diferentes.

“Determinação”, também do álbum de 2013, ganhou nova versão e a participação do MC e produtor paranaense Cabes se manteve, na primeira versão também tinha o DJ Spaiq. Outra faixa muito boa que a participação da primeira versão foi mantida, foi a “Deixa” com a maravilhosa Srta. Paola, outra grande representante do ABC paulista que fez parte do grupo Ritmologia e inúmeras participações em Raps. Nas músicas “Rap porradão” e “O reggae salva” se mantiveram respectivamente as participações de Red Lion e Malokero Anônimo, nessa última o título era o  “O Rap salva”, mas quem ouvir vai entender a mudança.

Esse álbum de remixes viaja por todas as fases dos 27 anos da carreira de Tifu, seus álbuns, o EP ‘#Rap 1997’ com a música “Pronto pra batalha” e a fase em que ele lançou muitos singles representada por “Geração wifi”. Como não podia deixar de ser, o álbum abre (“Intro du show”) e fecha (“Skitifu”) com DJ B8, seus scratches e colagens. O ingrediente principal pra eu ouvir um disco de Rap de ponta a ponta é ter um DJ nele, mundialmente são poucos os MCs/Rappers com a capacidade de interagir com um DJ ao vivo ou em estúdio, ainda bem! Vida longa a Tifu e B8 e que consigam rodar o país mostrando o quanto a união DJ+MC é passado, presente e futuro.

Clique aqui e ouça o álbum na sua plataforma preferida

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.