Hank Shocklee: o barulho no rap

public-enemy
Produtor do primeiro disco do Public Enemy fala sobre o conceito estético do grupo

Hank_Shocklee_Villalobos_Electronic_BeatsInovação, criatividade, originalidade. Muitos artistas tentam juntar estas três palavras para definir seus trabalhos. A história mostra que poucos conseguem.

Na seção arquivo da edição de fevereiro da Uncut, revista inglesa, o produtor HANK SHOCKLEE, criador do THE BOMB SQUAD e produtor do disco “Yo! Bum Rush The Show“, primeiro registro do Public Enemy, fala sobre sua parceria com um dos mais importantes grupos de rap do planeta.

Segundo Shocklee, o conceito político e agressivo do Public Enemy veio antes de tudo. O produtor do The Bomb Squad criou, junto com Chuck D, o logo tão conhecido na cena rap.

Na entrevista, Hank Shocklee afirma que gostar das bandas de rock Iron Mainden e Megadeth foi fundamental para criar todo o clima diferenciado nos sons do Public Enemy. “Ninguém poderia soar como o Public Enemy, tudo veio da minha bagagem rock’n’roll“, conclui. Shocklee não quis utilizar somente músicos para dar o clima cheio e tenso do rock. O produtor utilizou samples e programações para criar a mesma intensidade de uma banda de rock, mas com o groove e peso característico do rap. O ano era 1987.

Na época, mesmo nos EUA, o rap era visto como algo passageiro, muitos críticos diziam que o canto falado não era música. De acordo com Hank Shocklee, tudo estava errado sobre o rap, muitos diziam que era apenas uma moda que iria morrer logo.

PublicEnemy“Yo! Bum Rush the Show” apresentou o rap Public Enemy para o mundo, o disco ultrapassou as fronteiras do rap, conquistando o respeito de artistas e fãs do rock. Tudo isso porque Shocklee insistiu para que Chuck D fosse MC da sua crew de DJs. Antes do início da carreira de rimador, Chuck D estava interessado em fazer flyers para eventos de hip hop. “Ouvi um monte de MCs que não eram bons, mas quando escutei Chuck anunciando a próxima festa que faríamos, me apaixonei por aquela voz. Ele não era MC, tentei aproximação para torná-lo membro da minha equipe. Levei dois anos para convencê-lo“, conta o criador do The Bomb Squad.

Entre outros trabalhos, o Bomb Squad ainda produziu os discos “It Takes A Nation of Millions To Hold Us Back“, “Fear of a Black Planet, Apocalypse 91… The Enemy Strikes Black“, “Greatest Misses“, do Public Enemy, e dois do Terminator X: “Terminator X and the Valley of the Jeep Beats”  e “It All Comes Down To The Money”.

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.