Exibição do Filme ‘O Rap pelo Rap’

12053310_1218139881545380_1232107550_n

O pré-lançamento do filme O RAP PELO RAP do Diretor PEDRO FAVERO, será exibido neste Domingo (27/09), às 15h, na Casa Fora do Eixo em São Paulo. Após a amostra será realizado um debate com Tassia Reis, Marcello Gugu, Livia Cruz, PrimeiraMente, RedNiggaz, Renato Lucena, Toddy Ivon, Gabriel Flash e Dj DanDan. Para aquecer este grande evento contaremos com as apresentações do Sintese, Zero Real Marginal, Inglês e DJ DanDan.

O Bocada Forte aproveitou a “deixa” e conversou com Pedro Favero que nos contou como foi criar este documentário. Pedro é formado em Radio e TV pela UNESP de Bauru e além de diretor é proprietário da empresa Fitaria Filmes onde continua atuando no cenário audiovisual.

Bocada Forte – O que é “O Rap Pelo Rap”?
Pedro: “O Rap Pelo Rap” é um documentário de 72 minutos que conta com opiniões e histórias de 42 artistas do rap nacional. O projeto é resultado do meu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) para o curso de Comunicação Social – Rádio e TV (UNESP) e aprovado com nota máxima pela banca da universidade.

Bocada Forte – Como surgiu a idéia de fazer um documentário?
Pedro: Em 2012 eu estava pensando no que eu ia fazer no meu TCC, eu queria fazer algo profissional, bem impactante, que eu pudesse utilizar depois como cartão de visita. Queria algo onde eu pudesse ter 100% de autonomia sobre o produto. Documentários podem ser feito com pouco dinheiro e este era meu caso, não tinha orçamento nenhum, então a partir disto comecei a construí-lo.

12030848_1218140014878700_1186283145_nBocada Forte – E porque escolheu retratar o rap?
Pedro: Na época da construção eu estava cada vez mais envolvido com o rap, participando de batalhas de mc, roda de rima, gravando algumas demos, indo a muitos shows. Então eu percebi que estava rolando muito show em Bauru com caras fodas, pensei em começar por eles. Eu não tinha grana, não poderia ficar viajando sempre para fazer as entrevistas, então eu uni o útil ao agradável.

Bocada Forte – Você se inspirou em alguém para fazer o documentário?
Pedro: Uma grande inspiração que eu tive na época foi um livro que eu li do Eduardo Coutinho, que é um dos maiores documentaristas do Brasil e ele trabalha com produções baseada em entrevista, baseado na fala. E acho que o rap tem tudo a ver, porque os próprios Mc’s falam bem, se expressam bem, estão acostumados a lidar com câmera.

Foi uma paixão pelo rap e pelo trabalho do Eduardo Coutinho que cheguei a este resultado. Além disto, tem poucas referências sobre o rap disponíveis na internet, em 2010 quando comecei a fazer as pesquisas eu tive muita dificuldade em achar documentários sobre o rap no Brasil.

Bocada Forte – Como se deu o processo de escolha dos entrevistados?
Pedro: Como eu disse anteriormente eu não tinha grana para viajar, então eu fazia as entrevistas conforme os artistas vinham para minha Cidade – Bauru. Inclusive eu gostaria que tivesse mais mulheres no documentário, mas infelizmente vieram poucas. Durante o processo consegui viajar em duas ocasiões onde consegui entrevistar mais um pouco de gente. Não houve uma escolha de nomes, o único critério era ser alguém que tivesse na cena e que pudesse falar com propriedade sobre o rap.

Bocada Forte – Qual sua expectativa para esta pré estréia?
Pedro: Estou muito feliz, a idéia de ter a exibição já é uma coisa incrível. Um filme independente ter uma exibição é muito difícil, muitos filmes feitos em faculdade o pessoal faz, apresenta na banca e coloca na gaveta.

Só de exibir já me deixa realmente satisfeito, como costumo dizer, um filme existe quantas vezes ele for visto, se ele for visto uma vez só, ele nunca mais existirá. Depois o documentário estará disponível na internet, mas esta pré estréia é especial porque haverá um debate depois com entrevistados do filme e dois diretores de filmes que eu admiro muito.

Este encontro é inédito, não me lembro de ter visto artistas do rap debatendo com profissionais do áudio visual. Estou muito animado, é um momento muito valioso. Terá apresentações de artistas que eu gosto muito, a expectativa é de lotar a casa.
Estou ansioso porque entrevistados do filme vão ver pela primeira vez.  Estou confiante, estamos trabalhando bastante para ser um grande evento.

Dentre os 42 entrevistados estão grandes nomes como DJ Kl Jay, Dexter, Criolo, Sandrão RZO, GOG, Kamau, Shawlin, Sombra SNJ, Nave, Síntese, RAPadura Xique-Chico, DJ Nyack, De Leve, Daniel Ganjaman, Karol Conká, DJ RM, Rael, DJ Erick Jay, Haikaiss, Oriente, Afrika Kids Crew, Lívia Cruz, Amiri, entre outros. A trilha sonora conta com monstros da produção como Laudz, Nave, Skeeter, Tuchê, Jay Beats, Cabes, DJ Nato PK, Pok Sombra, Neto e DJ Paolo.

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.