Emicida, a voz negra contra o preconceito

11545997_306355476155003_2777796643456269977_n
Foto: Jornalistas Livres

Emicida é um dos rappers mais fomosos e bem sucedidos da cena brasileira. Seus trabalhos e parcerias com grandes empresas sempre foram destaque na mídia, mas é seu discurso e sua postura que chamam a atenção por seguirem em sentido contrário ao que muitos dizem ser o caminho para a aceitação popular.

Neste domingo (21/06), após apresentação Virada Cultural da capital paulista, Emicida voltou a brilhar nos sites e blogs por suas ideias contra o preconceito. De acordo com a Revista Fórum, o artista abordou temas que vão desde o racismo, passando pela violência policial e contra a mulher, até o tratamento dado pelo governo paulista à greve dos professores da rede estadual. A Folha de S.Paulo registrou o protesto do MC contra a intolerância religiosa.

Sempre negro
No final do ano passado, Emicida teve seu projeto artístico aprovado no programa de editais da Natura Musical. Mais uma vez, o rapper escolheu mostrar a busca por suas raízes, seu novo disco é baseado em uma viagem à África, registro que também terá um documentário.

Segundo o jornal O Globo, o Aristocrata Clube, espaço da cultura negra que tem 54 anos e está novamente em atividade, vai virar filme. O jornal afirma que Emicida está envolvido no projeto.

Notícias sobre o videoclipe “Boa esperança”, música de seu próximo que narra uma revolta de empregadas domésticas, também repercutiram nos jornais, sites e redes sociais.

Em seus trabalhos,  Emicida mostra uma alternativa ao mundo de ostentação e individualismo que domina o hip hop mundial. O artista já esteve envolvido em polêmicas e acusações de machismo por causa de “Trepadeira”, rap de seu último disco. A causa negra e a vivência dos mais pobres estão representadas na obra e nos shows de Emicida. Em relação ao combate ao machismo, as mulheres é que podem afirmar ou não se ele está no caminho da redenção.

Com Revista Fórum e Jornalistas Livres

 

Sem citar o presidente da Câmara Federal, Emicida esculacha todo o atraso representado por Eduardo Cunha.(por Pedro Alexandre Sanches, do Farofafá)

Posted by Jornalistas Livres on Domingo, 21 de junho de 2015

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.