Conheça o coletivo Herdeiras de Aqualtune

11224207_125434561130045_3307238788046022487_n

O espírito de luta é ancestral, os capítulos da história negra brasileira registram a resistência que hoje também faz parte do hip hop, mesmo em meio aos tentáculos do mercado que naturaliza a desigualdade e dilui em infinitas partes a arte combativa.

É no manifesto em forma de rap e literatura que as mulheres negras e periféricas do coletivos HERDEIRAS E AQUALTUNE  juntam suas experiências e mostram parte do que acreditam ser a cultura urbana: os pés no presente e a raiz no coracão.

O CD “Feminina, Periferia Um Pedaco da África“, lançado no final do ano passado, traz rimas de Amanda Negrasim, Lua Rodrigues, Amanda Moraes, Leca Soul, Negra San, Lena Silva e Pamelloza Carvalho. A produção musical ficou a cargo dos também periféricos Diruajo e DJ Neew De Loná. O disco traz participações da cantora Sara Dias, Llobato e DJ Guina, integrantes do grupo AFAVEL. A arte da capa é assinada pelas grafiteiras Rizka e Crica.

As minas do Herdeiras de Aqualtune lançaram livro e DVD homônimos nesta semana (24/01/2016). Confira os links abaixo para mais informações sobre o projeto. O site do coletivo ainda tem um ensaio fotográfico com integrantes e parceiros.

[+] CLIQUE AQUI
[+] CONHEÇA A HISTÓRIA DO AQUALTUNE

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.