A resistência de Marih Black no videoclipe ‘Melanina’

0
142

A cantora e compositora de Ituverava/SP, Marih Black, lançou o videoclipe “Melanina”. No vídeo, ela fala sobre como o racismo estrutural afetou a sua vida e consequentemente a sua autoestima e a sua visão de si mesma enquanto uma mulher negra.

No som, Marih mostra seu íntimo, trazendo situações e falas corriqueiras que a incomodam. No primeiro trecho da track, ela relata frases que já escutou, como “a cor é suja” e “preto é bandido” e quebra de vez esses estereótipos racistas no refrão, quando reconhece a força e a beleza de sua negritude.  Ao longo da música situações de violência e a atuação de um Estado genocida também são abordadas.

A produção é da própria cantora e da SP Anonymous. Já o clipe tem produção de Milena Gonçalves.

Curta a página do BF no Face – @bocadafortebf

Acredito que esse som é relevante porque apresenta situações de racismo que todo negro viveu, mesmo que não tenha consciência disso. Apresento também como a ausência de informação faz com que o próprio negro reproduza o preconceito, já que está enraizado na nossa cultura. Para mim, a arte é uma das formas mais poderosas para apresentar ideias, trazer questionamentos e gerar mudanças. Sei que o processo é lento, mas deixo minha contribuição no hip hop na intenção de que a música ajude a abrir os olhos das pessoas, e que faça com que quem já vivenciou isso passe a amar a sua pele e a reconhecer a sua ancestralidade”, destacou a artista.

Em relação aos projetos futuros, Marih – que já transitou pela MPB e lançou demos como “Mulheres”, “Te Deixar” e “Desaforo” – garante que este é só o começo e que em breve uma mixtape estará nas ruas.

Assista ao videoclipe:

[+] Siga Marih Black no Instagram
[+] Curta a fanpage da artista no Facebook

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.