Kamau – Conduzido e Conduzindo

Feito por DJ Cortecertu com colaboração de Noise D

Kamau – Acervo BF

Ele já mostrou suas rimas em palcos do exterior e de vários Estados do Brasil, já se apresentou em canais de TV, improvisou no VMB, é personagem de documentários sobre Rap e Hip-Hop, participa de projetos e coletivos, excursiona pelo país com a banda Instituto, é um dos MCs mais respeitados por músicos e artistas de outros estilos, representou parte do início da mudança temática do Rap nacional, lançou discos com os grupos Consequência, Simples, integrou o time do Quinto Andar, lançou a mixtape “Sinopse”, trabalhou no conjunto Central Acústica, é ícone do Rap alternativo brasileiro e influenciou uma geração de DJs e MCs.

Em agosto de 2008, colocou nas ruas seu primeiro disco solo “Non Ducor Duco”, obra bem recebida pelo público e pela crítica. Esse é o MC Kamau, um cara que você pode trombar na pista de qualquer pico que toca Rap, seja num “big stage” ou em cima de uma cadeira de bar cercado por fãs que o ouvem atentamente. Suas letras falam de amor, luta, habilidade, respeito e política, Kamau transmite atitude misturada com ironia, ingredientes para combater a massificação das idéias sobre o Rap brasileiro.

Kamau – Acervo BF

No ano de 1997, quando os Racionais MCs lançaram “Sobrevivendo no Inferno”, obra que deu maior visibilidade ao Rap, Kamau foi um dos MCs, que fizeram a ponte entre o Rap e os outros estilos musicais, quebrando a barreira criada por artistas mais puristas. Influenciado por A Tribe Called Quest, The Roots e outros grupos gringos que traziam renovação para o canto falado, Kamau pegou o bastão passado por RPW, Câmbio Negro, Pavilhão 9, SP Funk e SNJ, grupos que se destacaram por fazer uma música com elementos diferenciados no Hip-Hop.

O grupo Consequência, em seus shows, mostrava uma nova força criativa na cena, algo que Kamau imprimiu em todos os seus trabalhos até chegar próximo da perfeição em “Non Ducor Duco”, disco que veio carregado de lirismo e instrumentais construídos para sustentar o relato da mais nova fase do MC que sempre colou com os amigos pra trocar idéias no “Mate”, seu ponto de encontro na região central de Sampa. Hoje, homem maduro que fala de suas conquistas, perspectivas e decepções, faz do seu talento e sinceridade o elo que o aproxima de seus fãs e simpatizantes.

Kamau e DJ Primo – Acervo BF

Em setembro de 2008, o Portal Bocada Forte registrou a apresentação de lançamento de “Non Ducor Duco”, Kamau brilhou junto com o seu parceiro DJ Primo.

Admiradores do Rap Nacional lotaram a Hole, casa de shows e afins, localizada na Rua Augusta, na região central da cidade de São Paulo.

Após curtirem a discotecagem dos DJs do Sintonia, tradicional evento da música negra realizado em Sampa, todos presenciaram o show de lançamento do CD “Non Ducor Duco”, obra de Kamau, um dos melhores MCs do Brasil e referência para uma geração de artistas de diversos estilos musicais, numa intervenção que aliou a criatividade e versatilidade de Kamau com a tecnologia e competência do DJ Primo.

Ouça o disco

Uma sequência de beats bem produzidos e mixados deram suporte para as rimas do artista e seus convidados (Emicida, Avonts, Rincon, Stefanie, Rashid, entre outros). Sucessos de seus projetos anteriores foram mesclados com músicas do novo CD. Num show descontraído e quase perfeito, Kamau conversou com o público/família, sorriu, brincou, falou sério, se emocoinou, esqueceu parte de uma rima, enfim, mostrou o que nos torna diferentes – foi humano. Apesar do símbolo da multinacional Apple, que podia ser visto de longe, era o homem que estava em evidência para mostrar como se reproduz, ao vivo, todo o amor, ódio e força que dedicou na gravação de “Non Ducor Duco”. Ao contrário do título do CD, este artista é conduzido sim, segue seu coração.

Kamau – Acervo BF

O trabalho de Kamau sempre foi parte do conteúdo e da história do Portal Bocada Forte, mesmo assim, o BF, na época do lançamento de “Non Ducor Duco”, não fez um trabalho de cobertura que estivesse no mesmo patamar da obra do artista.

Problemas internos e questões de reestruturação do site impediram o desenvolvimento de um bom trabalho sobre o cenário Rap, Kamau foi um dos prejudicados. Nossas desculpas aos leitores ficam aqui registradas. Abaixo as passagens históricas de Kamau pelo site e por outros meios de comunicação:

[+] Entrevista para a Revista Elementos

VEJA FOTOS DA AUDIÇÃO DO DISCO COM DJ PRIMO

 

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.