Grandmaster Flash é o primeiro DJ a ganhar o ‘Prêmio Nobel da Música’

0
3748
Grandmaster Flash recebendo o prêmio das mãos do rei da Suécia. Foto: Annika Berglund

“Em homenagem a todos os DJs, todos os Rappers, todos os Grafiteiros e todos os Breakdancers”, assim o lendário DJ Grandmaster Flash agradeceu pelo prêmio recebido das mãos do rei da Suécia, Carlos XVI Gustavo, em 11 de junho de 2019. Além de ganhar o reconhecimento mundial pela sua contribuição musical, o premiado também levou para casa o equivalente a 130.000 mil dólares.

O prêmio é inédito para a Cultura Hip-Hop e nada mais do que justo que fosse entregue a um DJ e, melhor ainda, o DJ que é considerado um dos patronos da nossa cultura. Em seu agradecimento ele deixou muito claro o seu respeito pela Cultura que ele ajudou a criar, fortalecer e espalhar por todo planeta.

Assista a apresentação com a coreografia de Ambra Succi e performance da Extended Family, DJ Cheza e Damon Frost:

Flash foi anunciado e chamado ao palco pelo DJ, MC e produtor Maseo (De La Soul). Em seguida, fez um discurso de quase dez minutos contando um pouco da sua história, a descoberta, a invenção e inovação através do disco de vinil e dos toca-discos.

Dentro do evento de premiação aconteceu algo que demonstra muito respeito e consideração por parte da produção e idealizadores do prêmio. Todos os elementos do Hip-Hop foram valorizados! Teve apresentação de Breaking e as suas variações, Graffiti nas paredes, DJs e também Beat Box. Os MCs e as MCs marcaram presença em uma apresentação da “Adventures of Grandmaster Flash on the Wheels of Steel”, que é uma performance do Flash lançada como single em 1981, onde ele mixa e faz muitos scratchs com as músicas do Sugarhill Gang, Blondie, Queen, seus parceiros do Furious Five, Spoonie Gee, entre outras.

Siga o BF no Insta – @bocadafortebf

Assista a performande de ‘Adventures of Grandmaster Flash on the Wheels of Steel’ por, Danny Saucedo, Mapei, Esther Kirabo, DJ Eka Scratch, Migdal Strings e a Polar Music Prize Band 2019:

Os outros dois premiados da noite foram: a violinista alemã Anne-Sophie Mutter, conhecida como a “Rainha do Violino” e a Fundação Playing For Change, dedicada a fornecer educação musical e artística para crianças carentes em todo o mundo.

Sobre o prêmio
O nome do prêmio é Polar Music Prize, mas também é conhecido como Nobel Prize of Music (Prêmio Nobel da Música), e foi criado em 1989 por Stig Anderson, empresário da banda Sueca ABBA.

O Polar Music Prize, com algumas exceções, é concedido anualmente a músicos contemporâneos e a artistas da música clássica. Sem quaisquer restrições de nacionalidade, a premiação é dedicada ao artista que “tenha conquistas significativas na música e/ou atividade musical, ou por realizações que são consideradas de grande potencial e importância para música ou atividade musical, e devem ser referenciadas em todos os campos dentro ou intimamente ligado à música“.

Assista ao discurso do Grandmaster Flash:

Em todos esses anos, foram muitos premiados: Quincy Jones, Gilberto Gil, Metallica, B.B King, Stevie Wonder e muito mais. Confira abaixo a lista completa:

2018: Metallica e The Afghanistan National Institute of Music (ANIM)
2017: Sting e Wayne Shorter
2016: Max Martin e Cecilia Bartoli
2015: Dame Evelyn Glennie e Emmylou Harris
2014: Peter Sellars e Chuck Berry
2013: Kaija Saariaho e Yossou N’Dour
2012: Yo-Yo Ma e Paul Simon
2011: Kronos Quartet e Patti Smith
2010: Ennio Morricone e Björk
2009: José Antonio Abreu & El Sistema e Peter Gabriel
2008: Renée Fleming e Pink Floyd
2007: Steve Reich e Sonny Rollins
2006: Valery Gergiev e Led Zeppelin
2005: Gilberto Gil e Dietrich Fischer-Dieskau
2004: B.B. King e György Ligeti
2003: Keith Jarrett
2002: Sofia Gubaidulina e Miriam Makeba
2001: Burt Bacharach, Robert Moog e Karlheinz Stockhausen
2000: Bob Dylan e Isaac Stern
1999: Stevie Wonder e Iannis Xenakis
1998: Ray Charles e Ravi Shankar
1997: Eric Ericson e Bruce Springsteen
1996: Pierre Boulez e Joni Mitchell
1995: Sir Elton John e Mstislav Rostropovich
1994: Nikolaus Harnoncourt e Quincy Jones
1993: Dizzy Gillespie e Witold Lutoslawski
1992: Sir Paul McCartney e The Baltic States

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.