‘A justiça só evolui depois que a injustiça é derrotada’, Public Enemy 1991

‘O inimigo ataca o preto’.
Em 1991 esse era o título de um disco de Rap

Capa do disco, clique e ouça o álbum

Em 1991 o mês de outubro começava com o lançamento do quarto álbum do Public Enemy, ‘Apocalypse 91… The Enemy Strikes Black‘. O disco duplo foi lançado pela Def Jam/Columbia. O título do foi inspirado nos filmes ‘Apocalypse Now’ e ‘The Empire Strikes Back’.

Antes do lançamento do álbum, todas as faixas que eles vinham trabalhando foram roubadas, tiveram que refazer tudo às pressas para respeitar o prazo programado para o lançamento.

O disco foi muito bem nas paradas estadunidenses, se tornou um grande clássico do Rap e em novembro de 1991 já era disco de platina.

É um álbum com 14 faixas e foram 4 os singles que o carregaram nas costas: “Can’t truss it”, “Nighttrain”, “Shut ‘em down” e “Bring the noise”. Essa última com a banda Antrax. A música By the time i get to Arizona não foi um single oficial, mas saiu junto com o single de “Shut ‘em down”. O vídeo da música causou grande polêmica, pois é um recado direto ao 17º governador do Arizona, Evan Mecham, que se recusou a reconhecer o aniversário de Martin Luther King Jr. como um feriado nacional. O título foi inspirado na música “By the time i get to Phoenix”, de Isaac Hayes.

Assista ao vídeo, entenda o porque o Public Enemy foi eternizado como um símbolo do Rap de protesto, influenciou e continua influenciando gerações.

Assista ao vídeo de “Bring the noise”

Assista ao vídeo de “Nighttrain”

Assista ao vídeo de “Shut’em down”

Assista ao vídeo de “Can’t truss it”

Ouça o álbum

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.