Quando o capitalismo faz de Donald Trump uma referência no rap

0
171

Acima, clipe da música “Black President”, do rapper Nas, com samples de “Changes”, de Tupac Shakur. Apesar de Barack Obama ser o primeiro presidente com identificação com o rap e o hip-hop, o político foi criticado por rappers como Lupe Fiasco e M1, do Dead Prez.

ANTES EMPRESÁRIO E PERSONALIDADE MIDIÁTICA, HOJE PRESIDENTE

Ao contrário do que ocorreu na campanha e nos mandatos de Barack Obama nos EUA, grande parte do Hip-Hop e do Rap virou as costas para Donald Trump, mas a história nem sempre foi assim. A riqueza e a ostentação de Trump durante os anos 1980 e 1990 atraíram a atenção de muitos rappers. No passado, o hoje presidente representava o sonho americano realizado.

Referências ao bilionário americano estão registradas nas músicas de muitos rappers. Donald Trump aparece como um símbolo de vitória. Como diria Yoh, articulista do site DJ Booth, Rap e Hip-Hop sempre terão afinidade com dinheiro, riqueza e riqueza.

O Rap é assim, mesmo sabendo que os rappers admiram o poder que o dinheiro trouxe ao presidente Trump, mas não concordam com suas políticas, o gênero ultrapassa gerações mostrando seu viés revolucionário e combatente, porém, o estilo também é instrumento de propaganda do neoliberalismo.

Após cerca de dois anos e meio, o presidente cristão presbiteriano dos EUA – que já teve o apoio de Kanye West – está com a popularidade afetada, mas continua com sua política contra as minorias.
GUERRA NAS RUAS

A relação do Rap como nos anos 1980, marcada pela era do presidente Ronald Reagan, também foi de conflito. O gangsta Rap nasceu nesta época, um período de guerra contra as drogas, crack nas ruas norte-americanas e encarceramento em massa da população negra.

Foi no governo do presidente George H.W. Bush, o Bush pai, que o caso Rodney King ganhou o mundo ao demonstrar o racismo da polícia e do Poder Judiciário dos EUA.

Em “Give it up”, clipe do Public Enemy, um gigante Chuck D chega à Casa Branca e expulsa o então presidente Bill Clinton. Bushwick Bill, integrante do Geto Boys que faleceu em 9 de junho de 2019, foi um dos rappers que atacaram George H. W. Bush em suas letras.

Estes presidentes que antecederam Donald Trump, foram criticados por diferentes MCs em seus governos. Entretanto, durante seus mandatos, o Rap presenteou Trump com algumas linhas. O atual presidente até apareceu na série “Um Maluco no Pedaço”, estrelada por Will Smith.

Donald Trump e Will Smith na série ‘Um Maluco no Pedaço’. Foto: Reprodução/Google

SER COMO TRUMP

O artigo de Yoh registra: “Em sua música mais popular, Yung Joc se descreveu como ‘O Donald Trump preto’. Raekwon realmente afirmaria ser o Trump preto muitos anos antes de Joc na música ‘Incarcerated Scarfaces’.”

Continuando, o texto cita a nova geração: “[…] Rae Sremmurd homenageou Trump em sua música ‘Up Like Trump’ – eles diriam mais tarde ao Complex que eles pensam que Donald Trump é legal porque ‘ele é rico pra caralho’.”

Allison McCann, do site Five Thirty Eigth, fez e publicou um estudo em julho de 2016, antes das eleições, sobre as citações dos nomes dos candidatos em Raps. O trabalho serviu de referência para diversas reportagens.

McCann fez uma pesquisa detalhada, com gráficos que dividem as citações dos políticos feitas por rappers em neutras, positivas e negativas. Além dos gráficos, o estudo “Hip-Hop Is Turning On Donald Trump” mostra a lista de artistas que colocaram os políticos em seus sons.

De acordo com o acervo do site Genius, foram encontradas citações ao presidente Donald Trump em 266 músicas, desde 1989. Já sua então adversária naquele momento, Hillary Clinton e família, são citados em 92 músicas desde 1993. Somadas, as citações dos outros candidatos são apenas 17 músicas.

Em novembro de 2016, o site Revolt mostrou 38 referências que provam que o bilionário norte-americano caiu nas graças do Rap. A lista completa está no link acima, mas destacamos algumas músicas:

‘Niggas ralando duro, empilhando papel como Trump’

Scarface “Money and the Power” (1991)

‘Eu sou bem conhecido como Donald Trump’
Redman “Da Funk” (1992)

‘Foda-se Black Caesar, n —- s me chame de Black Trump’

UGK “Pocket Full of Stones” (1992)

‘Não posso parar até que eu tenha uma casa na Plaza Trump’ [Trump Plaza Hotel and Casino]
Kool G Rap “Mafioso” (1998)

‘O melhor casal que eles viram desde Trump e Marla Maple’
Nas “Money Is My Bitch” (1999)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.