Nos anos 90, single colaborativo de estrelas do Rap virou hino contra a violência no gueto

0
88

#Internacional
Em 1990/91, com produção e rimas de Dr. Dre, a música “We’re All in the Same Gang”, do The West Coast Rap All-Stars – coletivo que reuniu King Tee, Body & Soul, Dee Barnes, Def Jef, Michel’le, Tone-Loc, Above the Law, Ice-T, MC Ren e Eazy-E (N.W.A), J.J. Fad, Young MC, Digital Underground, Oaktown’s 3.5.7 e MC Hammer – ganhou um Grammy como melhor performance de Rap.

Em meio ao clima violento nos guetos dos EUA, que vitimava negros e latinos, “We’re All in the Same Gang” foi um alerta, um Rap retomada de consciência. Algo semelhante foi feito em 1988, com o Stop the Violence Movement, capitaneado por KRS-One (clique aqui e ouça “Self Destruction”), que reunia D-Nice, Ms. Melodie, Kool Moe Dee, Stetsasonic, MC Lyte, Doug E. Fresh, Just-Ice, Heavy D e Public Enemy.

O videoclipe:

A apresentação:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.