A música brecou a minha morte prematura no mundo das drogas, diz Black Alien

#RapBrasileiro
Após o lançamento do disco “Abaixo de Zero: Hello Hell”, Black Alien voltou a ser destaque na grande mídia impressa brasileira. Na quinta (18), o Estadão publicou reportagem sobre o álbum de Alien.

Nesta sexta (19), a Folha divulgou matéria sobre a obra e a luta de Black Alien contra o vício.

Tem jornalista que adora dizer que minha carreira foi prejudicada pelas drogas. A música é que prejudicou minha carreira nas drogas. Eu era viciado muito antes de fazer o meu primeiro verso. Já passei por um monte de coisa na rua antes de fazer música. Foi o contrário: a música brecou a minha morte prematura no mundo das drogas. Em 1993, eu tocava para cinco pessoas. Em 1995, eram 5.000. Em 1998, gravei dois clássicos no disco do Marcelo [D2]. Em 2000, com o Sabotage. Em 2004, meu disco solo”, afirmou o rapper ao jornal.

[+] Leia a íntegra da reportagem na Folha de S.Paulo

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.