Nego Preto NP celebra o batuque, a cultura preta e a ancestralidade no clipe ‘Herança do Batuque’

0
188

#RapBR #RapRJ #MêsDaConsciênciaNegra | De Petrópolis (RJ), Nego Preto NP marcou o mês da consciência negra lançando seu novo clipe “Herança do Batuque“, um som onde além de rimar, produziu o beat. Dando sequência a outras produções independentes como “Ex Quesito“, o trabalho de NP é marcado pela mistura de gêneros musicais e rimas criativas e provocadoras.

De acordo com material enviado à imprensa, o “Herança do Batuque” “nasceu de um beat do músico e produtor Felipe Pizzi, que teve a melodia reaproveitada em uma nova instrumental produzida pelo próprio NP, respeitando a composição original, agora reproduzida em um timbre de berimbau que acompanha o batuque e o 808. A faixa conta também com backing vocal de DLO, integrante do coletivo “Lá do B”, o qual NP também faz parte. O produtor audiovisual Rafael Magalhães “Patrá” chegou somando na direção e filmagem do videoclipe, que foi inteiramente gravado em Petrópolis, cidade tida como “imperial”, e que, como de costume, supervaloriza a cultura e ponto de vista europeus e ofusca ou “gourmetiza” o lado africano. Atrizes e atores pretos da cidade colaram nas filmagens, que contaram com coreografia e direção de figurino de Vinícius Feliciano, irmão gêmeo de NP. Algumas das vestimentas do clipe são de marcas independentes locais, como a Fridoquis, a Cherry Love e a Alcateia.

Durante a música, a frase “Salve o batuque, aho!” é repetida algumas vezes como uma saudação às nossas raízes, e já se tornou uma marca do músico, gritada pelo público em todos os shows que o som é cantado. “Uma celebração ao batuque, à cultura preta, à ancestralidade que nosso povo carrega através da arte. Nossa emancipação nunca foi e nunca será mérito de nossos inimigos. AHO!”

Confira abaixo o clipe de “Herança do Batuque“:

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.