Timm Arif lança a emocionante ‘Olhares’

                                                             Imagem: Timm Arif

#RAPBrasileiro

O rap brasileiro passa por um momento conturbado em algumas questões, principalmente com relação a determinadas posturas que alguns Mcs   estão tendo no momento, porém, o Rap ainda continua sendo uma música de reivindicação, reflexão, protesto, entretenimento e de certa maneira, uma válvula de escape para muitos.

Artistas das periferias de diversas cidades pelo Brasil fazem um trabalho de qualidade que deve ser ressaltado sempre, um desses trabalhos é o do Timm Arif.

Dessa vez com um vídeo clipe da música ‘OLHARES’, entre tantos adjetivos sobre esse trabalho, nada melhor que o próprio autor explicar um pouco sobre a ideia e o conceito que o clipe a música trazem.

Timm fala o motivo pelo qual o levou a fazer essa música, a importância que ela tem em sua a vida e conta sobre superação em diversos aspectos que muitos e muitas com certeza se identificarão.

‘OLHARES’ é mais que uma música, é uma reflexão e um sentimento contidos em um vídeo clipe.

Com a palavra Timm Arif 

”Foi num domingo de manhã, eu havia acordado e no exato momento que fui ligar meu computador, eu vi que o HD havia queimado e todo o meu trabalho de 11 musicas com a maioria dos beats sendo
meus havia ido pro saco… Eu estava gravando na época pela Artefato Produções e morava em Diadema com a minha mãe…
Confesso que fiquei desesperado por que o meu EP ‘DESATANDO OS NÓS’ era pra sair com 11 musicas e não 8 músicas como saiu…

                                                                  Imagem: Vídeo Clipe

Não fiz questão das outras faixas tanto como fiz questão da música ‘OLHARES’, que a princípio o beat era meu, mas já tinha a letra e a participação do Xandão Cruz já estava confirmada, depois que eu havia
desenvolvido o refrão…
Existia uma pressão muito forte por parte da Artefato pra fazer o lançamento do EP, pelos atrasos que tiveram por conta de reformas e o problema que tive no meu joelho naquele tempo das gravações.
Pra mim não tinha nenhum sentido o EP “DESATANDO NÓS” sem a ‘OLHARES’...
Foi quando eu liguei pro Grou, cantei o som pra ele no whats, mandei a versão do meu beat pra ele, e no fim da tarde daquele mesmo domingo, ele havia me mandado aquilo que pra mim é um clássico da minha caminhada pessoal.
Dois dias depois eu tinha a música gravada no estúdio da Artefato e ali com a Voz do Xandão no refrão eu sabia que a ‘OLHARES’ faria um barulho foda na rua…
O EP ‘DESATANDO NÓS’, saiu no final de 2016, e ainda sim, segundo blogs especializados, eles ficou entre os melhores trabalhos do ano, com destaques pra ‘CORAÇÃO’, ZN4Life’ e a ‘OLHARES’ claro…

                                      Imagem: EP Desatando os Nós

Essa música, retrata a minha volta da depressão que tive em 2014, em que em dois momentos eu tentei o suicídio quando havia saído de São Paulo, no meio das minhas crises de existência, onde eu realmente
não sabia quem eu era, ou talvez havia esquecido de quem eu era.
Nesse processo reparei como as pessoas me olhavam, amigos, familiares, inimigos.
Ali eu conheci a depressão e ausência de empatia de muitos à minha volta, e das coisas que eu ouvi como um “doente” como se eu não estivesse ali.

Saí de casa, passei períodos na rua e decidi enfrentar sozinho esse mal que me consumia aos poucos.
Nesse processo, me aproximei mais ainda dos meus irmãos Jota Ghetto e Dj Naves, que também passavam pelo mesmo que eu, assim cuidamos um do outro.
Enfrentamos o frio, a fila pra poder ter algo pra comer, a solidão.
Nessa época, tudo o que eu consegui reparar, era na forma de como as pessoas me olhavam… Olhar de derrota, de medo, de solidão, de amor, de ódio, inveja, olhares perdidos.
Meus filhos presenciaram e viveram muito desse meu inferno, por isso, me culpei, porém, depois de todo esse inferno, em 2016, no inicio do ano, um certo pôr-do-sol, me disse que eu precisava falar desse processo
de sair do fundo do poço da depressão, foi quando no aleatório, no meu fone tocou a música da Wanderéa chamada LINDO, ali tudo veio como uma luz, olhando pro Sol como se fosse um olho do universo
e eu disse pra mim mesmo: aluz do seu olhar…

                                                              Imagem: Vídeo Clipe

Hoje ao ver essa música gravada, vendo as pessoas cantarem nos shows uma letra tão triste com tanta alegria me mostrou que realmente a poesia vem do coração… Por isso tive dificuldade pra encontrar pessoas pra fazer
o clipe.
Não é só uma música, existia um conceito em torno disso.
A primeira versão do meu clipe não saiu com outra equipe por isso, eu presenciei descaso, um racismo velado, e um certo comportamento superior com relação à mim, prefiro acreditar que não sei os motivos, embora já saiba.
Foi quando abri mão da gravaçao deles, e decidi recomeçar, com novas pessoas, novas energias e vida.
Resumindo, precisava de pessoas que faziam por amor, além da grana que também é necessária.

Foi assim que conheci a Made In Brasa, quando o Ygor Carvalho e Alex Arone me deram um aceno pra trabalhar em um vídeo clipe. Escolhi a ‘OLHARES’ , assim, uma semana depois tínhamos o roteiro e começamos a gravar o clipe da música.


Ygor Carvalho que é o diretor e Alex Arone que é o co-diretor, sócios da Made In Brasa, ambos são fotógrafos, juntos, eles tem um trabalho extenso e de muita qualidade, quando se trata de audiovisual.

Com lançamento pro dia 23 de maio no Sarau do Infinito e nas redes sociais, Ygor Carvalho e Alex Arone colocaram a sensibilidade da música ‘OLHARES’ nas telas de forma singela e muito verdadeira com a vila, com as pessoas e com a vivência quando se trata de companheirismo, auto descoberta e a profundidade
de cada olhar ao falar do íntimo de cada um, através do roteiro desenvolvido por Ygor, durante o processo de troca de idéias.

A ‘OLHARES’ fala de lágrimas, retrocesso, sobre as voltas, superação de si,aceitação dos defeitos e amplitude das qualidades.
Com produção de Grou e participação de Xandão Cruz, essa música é mais que uma mensagem intrigante, é o processo de um novo ciclo de quem conheceu o inferno pessoal e decidiu contar como é de forma natural, leve e objetiva, quando se reproduz as coisas do espírito através dos olhares humanos.

Ouçam, compartilhem, cantem o refrão, decorem a rima e quando chegar em casa, olhe nos olhos da pessoa mais
especial da sua vida, e diga: Eu Amo Você! É isso…”

Dê o Play!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.