Memória BF | Naughty By Nature e Show e A.G – Dois clássicos lançados no mesmo dia

O dia 30 de maio de 1995 marca o lançamento de dois grandes álbuns de Rap. Para alguns podem até não ser álbuns clássicos, mas trazem faixas eternizadas como clássicos. Estou falando dos discos ‘Poverty’s Paradise’ do Naughty By Nature e do ‘Goodfellas’ da dupla Show e A.G. Ambos completam hoje 25 anos, são respectivamente o quarto álbum do trio de New Jersey e o segundo da dupla do Bronx. Todos eles tiveram carreiras de sucesso, cada um no seu estilo conseguiram cravar seus nomes para sempre na história do Rap.

http://centralhh.com.br/produto/publicidadebf/112455
Anuncie no BF e fortaleça a mídia alternativa!

O Naughty By Nature, formado por Treach, Vin Rock e DJ Kay Gee, poderia tranquilamente encerrar a carreira em 1993 que ainda assim seriam tratados como lendas – as músicas “O.P.P” e “Hip Hop hooray” garantiriam muito bem essa condição. Show e A.G não poderiam fazer o mesmo com tanta tranquilidade, não tiveram o mesmo sucesso financeiro ou em vendas, mas tem o reconhecimento das ruas e também estão entre as lendas. São representantes da raiz, crias do Bronx, membros fundadores da Crew D.I.T.C (Diggin In The Crates) e isso diz muito sobre eles.

Capa do álbum

Começando pelo álbum do trio de Jersey, ainda bem que não encerraram a carreira, pois esse álbum foi indicado e ganhou, em fevereiro de 1996, o Grammy de Melhor Álbum de Rap de 1995 – a propósito, esse foi o primeiro ano dessa categoria.

E é algo pra comemorar muito, se liga no nível dos indicados – ‘E. 1999 Eternal’ do Bone Thugs-n-Harmony, ‘Return to the 36 Chambers: The Dirty Version’ do Ol’ Dirty Bastard, ‘Me Against the World’ do 2Pac e o mais fraquinho ‘I Wish’ do Skee-Lo. Realmente o disco é muito bom, podemos dizer que tenha sido o último grande sucesso deles.

Assista ao vídeo de “Clap yo hands”

Os três singles são matadores, todos entraram para a lista de grandes clássicos do Rap, são eles – “Clap yo hands”, “Craziest” e “Feel me flow”. Esse último single também foi indicado ao Grammy, mas perdeu para a parceria entre Method Man e Mary J. Blige.

Assista ao vídeo de “Craziest”

Dentre as 21 faixas, entre músicas, intro e skits, tem muitas outras que merecem destaque, como a “World go round” e “Klickow-Klickow” com a participação dos seus pupilos Cruddy Click, Road Dawgs e Rottin Razkals. A “Shout out”, aquele tradicional “salve” dos discos de Rap, é também uma música que merece destaque, com Gordon Chambers no refrão.

Assista ao vídeo de “Fell me flow”

O maior destaque eu deixo para a “Chain remains”, que até por eles mesmos teve um tratamento especial, inclusive com vídeo, algo que geralmente é feito com os singles. A música fala sobre o encarceramento em massa da população negra nos Estados Unidos, fazendo uma relação com a escravidão, por isso o título “as correntes permanecem ou continuam”.

Assista ao vídeo de “Chain remains”

Uma das melhores letras do Treach e ele inicia dizendo que é uma explicação do porque ele usa a corrente, sua marca registrada, assim como o relógio de Flavor de Flav. Uma vez conversando com o Ice Blue, ele disse que o Treach até deu uma corrente dessa pra ele, como lembrança, na primeira passagem do grupo por aqui.

Ouça o álbum completo


Vamos aos peso pesados do Bronx, nesse álbum Showbiz passou a ser apenas Show e abandonou o microfone para se dedicar apenas às produções, deixando as rimas com A.G. A essência do Rap pra mim está em trabalhos como esse, com bons e verdadeiros MCs, com presença do DJ, com produtores que criam as batidas usando samples, sujo, pesado, atemporal. Está entre os vinis que mais ouvi, hoje enquanto escrevo é a primeira vez que escuto ele completo em formato digital, nunca tinha me preocupado em baixar. Discos como esse são clássicos consagrados pelas ruas, não tem premiações, a capa simples, tem apenas um single, um vídeo e mesmo assim pode ter certeza que muita gente ao redor do mundo tem ele como referência.

Grande parte das produções são da própria dupla, mas também tem DJ Premier, Lord Finesse, Dres (Black Sheep) e também o DJ Roc Raida (em memória), responsável pela maioria dos scratches. São treze faixas no vinil e 14 no CD, a faixa a mais é a “You want it” que tem a participação de outros membros da D.I.T.C, Diamond D e Party Arty (Ghetto Dwellas). A música com mais participações, “Got the flava” (produzida por Show, A.G e Dres), é um dos grande sucessos do disco e conta com rimas dos dois integrantes do Ghetto Dwellas (Party Arty e D-Flow), Wali World e uma pequena participação do Method Man no final.

Assista ao vídeo do clássico “Next level (Nyte time remix)” – (clique e assista na outra versão)

O grande sucesso do álbum é também um dos maiores clássicos do Rap mundial, o single “Next level”. A música está no álbum nas duas versões, a que foi produzida pela própria dupla e a mais conhecida, “Next level (Nyte time remix)” com produção e scratches do DJ Premier. O DJ do Gang Starr tem essa admirável e genial mania de deixar as músicas melhores do que elas são. O sample principal, que não foi usado apenas por ele, é da música “Mister mellow” de Maynard Ferguson, tem outros elementos secundários, vozes e colagens, mas foca no sample principal. Tenho algumas mixtapes dessa época, dos mais variados DJs, e essa música está em quase todas elas, tanto em uma versão quanto na outra.

Ouça o álbum completo

São 25 anos de dois álbuns que poderiam ser lançados hoje, com algumas adaptações, aproveitando as tecnologias atuais e não ficariam devendo nada para alguns trabalhos bem ruins, os tais “clássicos” que em menos de dois anos já são esquecidos. Os critérios, se é que existe algum, usados pela nova geração que se diz especializada em Rap, são bem estranhos. É importante relembrar discos importantes e verdadeiros clássicos, pra não nivelar por baixo. Esses álbuns que estão completando 25, 30 anos, foram responsáveis por mostrar uma direção, neles estão parte da fórmula de Raps bem feitos. Tenho esses e vários outros álbuns como referência de Rap de boa qualidade, não apenas pelas produções, mas sim pelo conjunto da obra.

CONHEÇA A LOJA CENTRAL GIRLS – ENVIAMOS PARA TODO BRASIL

Interaja conosco, deixe seu comentário, crítica ou opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.