B-Boying: Duelo de Titãs

10968086_844944892218608_281930008_n

 Falamos com Ana Paula Ribeiro, MC e organizadora da batalha de b-boys de São José do Rio Preto

Nos dia 11 e 12 de Abril, será realizada mais uma edição do Duelo de Titãs, campeonato de B-Boying que desde 2006 reúne b.boys de todo o Brasil. Conquistando reconhecimento internacional, o Duelo já faz parte da agenda da nossa cultura de rua. As inscrições vão rolar até o dia 20 de fevereiro. ANA PAULA RIBEIRO, fundadora da Casa de Hip Hop de Rio Preto e organizadora do evento, conta um pouco da história da competição e manda uma ideia sobre o seu envolvimento com a cultura hip hop. De acordo com Ana Paula, a força do hip hop do Interior de São Paulo ainda é subestimada por parte dos artistas.  “Existe um problema que ainda permeia, que é referente ao fato do Duelo ser no Interior, pois percebo que há b-boys e b-girls que são muito condicionados, e só vão se o evento for em São Paulo”.  Esta e outras paradas você confere na entrevista abaixo…ao som da Breakdance Mixtape, compilação de DJ Lilvia.

Flyer 2015 Duelo ok

Bocada Forte: Por que escolheu trabalhar com o elemento dança do hip hop? Como se deu seu envolvimento com a cultura de rua?
Ana Paula: Comecei em 1995, como dançarina de breaking, fiz parte da Just B.Girls, uma crew somente de garotas, mas após perceber uma afinidade com o rap, virei MC. Encontrei no hip hop um divisor de águas, pois eu realmente batia muito a cabeça quando jovem, e literalmente criei postura. Foi aí que percebi que isso poderia ser importante aos jovens de minha cidade. Construímos a Casa do Hip Hop aqui em São José do Rio Preto em 2000, com permissão do então coordenador Marcelinho Back Spin. O projeto existe até hoje e recebe cerca de 120 jovens por semana.

Por ter sido B-Girl, sempre me emociono com a dança e com os os breakbeats. Então, em 2006, imaginei um formato diferente de campeonato, criei o Duelo de Titãs, que começou modesto, mas, com a graça de Deus, hoje é reconhecido internacionalmente, a prova disso é que realizamos uma edição em Portugal em 2010 e 2011.

No Rap, fiz trampos de muita importância pra mim. Gravei uma música com DJ Buiu (Irmandade Negra), Douglas (Realidade Cruel), Marcão (DMN), e também gravei um som com Fernandinho Beat Box, além de sons com amigos de minha cidade, Robertinho Filho do Céu, Di, Dimas, entre outros.

Amo cantar e compor, mas o rap exige uma dedicação direcionada, quando comecei não podia me dedicar somente o mundo da música, pois meus filhos estavam pequenos, e pra cantar tem que se jogar, viajar, colar nos lugares. Eu escolhi focar na criação dos meus filhos e ajudar a minha mãe, que é bem idosa. Não me arrependo, hoje minha filha já é adolescente e meu filho já está cursando economia na USP. Minha mãe esta ótima, em breve poderei cantar por aí.

Bocada Forte: Houve muita dificuldade no início? Quais os principais problemas enfrentados nestes 9 anos de existência do Duelo de Titãs?
Ana Paula: No início, houve dificuldade, mas após alguns anos conseguimos parceiros muito dispostos a ajudar, que são a Faperp, uma fundação daqui de São José do Rio Preto, e a Prefeitura, que sempre apoiou nossos eventos e ações. A partir de 2008 a Faperp – Fundação de Apoio a Pesquisa e Extensão de São José do Rio Preto, e a partir de 2009, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura, Comunicação e Esporte estão nos apoiando, com isso conseguimos fazer os eventos gratuitos.

Sobre problemas enfrentados, existe um que ainda permeia, que é referente ao fato do Duelo ser no “Interior”, pois percebo que há b-boys e b-girls que são muito condicionados, e só vão se o evento for em São Paulo. Isso é um retrocesso, pois em São Paulo há eventos bons e ruins, enquanto isso,  outras cidades estão se aperfeiçoando, muitos eventos se tornando internacionais como o próprio Duelo(São José do Rio Preto), o Chelles (Goiania) e o Boty (Campinas). Isso rolando numa cultura que é universal é contraditório. Todos os eventos merecem consideração, não pela localização, mas pelo empenho dedicado em cada um deles.

Bocada Forte: Acha que a dança ainda não tem o tratamento merecido pelos blogs e pela grande mídia?
Ana Paula: É muito complicado falar disso, pois como comecei dançando, depois fui pro rap. Tenho um namorado DJ, aprendi a gostar de todos os elementos, sou “hip hop 4 elementos”. Mas em relação as mídias do hip hop, essas poderiam estar mais atentas ao todo. O rap é super bem representado em blogs e sites, mas, na contramão disso, os outros elementos se desdobram em mídias socias para se manter propagados. Acredito que a mídia considerada “hip hop” poderia correr atrás desse outro publico tão numeroso e interessado.

Bocada Forte: Como está sendo a organização desta próxima edição do Duelo de Titãs?
Ana Paula: Estamos caminhando, já fechamos os apoios, definimos o local, que é um grande ginásio ,com uma estrutura adequada ao campeonato. Agora estamos trabalhando na seleção do competidores, que estão enviando seus vídeos para tentarem a vaga para competir, pois abrimos 8 vagas selecionadas por vídeo. Os interessados devem enviar um vídeo com quatro entradas (com o áudio original) para o Facebook do Campeonato Duelo de Titãs. As inscrições vão até o dia 20 de fevereiro.

Bocada Forte: Como conseguiram entrar em contato com o o B.Boy Benji?
Ana Paula: Na verdade, comecei a conversa com o Benji pelo Facebook mesmo, ele é muito gente boa e acessível. Fiz a proposta, expliquei o formato do campeonato, acertamos a data que ele estaria disponível e OK. É a primeira vez que ele vem ao Brasil.

Bocada Forte: A cena hip hop do interior é forte. Como é o hip hop em São José do Rio Preto?
Ana Paula: Sim, com certeza no Interior a cena é fortíssima. Temos ótimos dançarinos, grupos de rap, grafiteiros e DJs. Aqui em São José do Rio Preto – como existe a Casa do Hip Hop e oficinas de Hip Hop em escolas e projetos sociais – a cada dia aumenta o número de adeptos e admiradores da Cultura.

10378221_718052451597319_4543931243310325799_nOS VENCEDORES – Quem é quem no Duelo de Titãs:

2006 – B-Boy Aranha
2007 – G.G.One – B.Boys New Style – SP
2008 – Neguin – Tsunami All Star – SP
2009 – Neguin – Tsunami All Star – SP
2010 – Puber – Street Breakers – SP
2011 – Luan – Funk Fockers – SP
2012 – Klesio – Quebra de Movimento – DF
2013 – Luan – Funk Fockers – SP
2014 – Yuri – DF Zulu Breakers – DF

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.