Novos Samples #10: da Polônia aos EUA, três novos lançamentos

Retorno com mais novidades da cena alternativa da música Rap/ Hip Hop. Desta vez encontrei três discos lançados recentemente: “The Same“, do produtor polonês Avens, “This Thing Called Life“, disco colaborativo de Fokis (Nova York) e Oh No (Oxnard, Califórnia), e o novo álbum da Georgia Anne Muldrow, “Black Love & War“, produzido em parceria com Dudley Perkins, mais conhecido como Declaime, ambos de Los Angeles.

Não gostei de todos. Os álbuns do Avens e da dupla Fokis e Oh No estão mais sintonizados com o meu gosto. Já o álbum “Black Love & War” eu achei bem diferente. Super eclético. Mas a sua sonoridade não me agradou muito. De qualquer forma, quem vai decidir se os discos são bons ou não é você. Dê uma lida e escute eles.

 

O polonês Avens. Foto: Reprodução/Facebook do artista

“The Same”, Avens
Um belo trabalho do produtor Avens. Até então não o conhecia. Ele é da cidade de Cracóvia, que fica no sul da Polônia, perto da fronteira com a República Tcheca. Além de produtor ele é DJ e também atua no segmento da moda, com trampos no Japão e na Coréia do Sul. O disco “The Same” possui participações de Nicholas Wonder, Ahnom, K-Wiz, dentre outros.

O álbum é de alto nível, passeando do boom bap rap, passando por instrumentais, r&b, uma pitada de jazz e uma pegada mais pop. Destaco as faixas “You Control Me“, com participação de Steph, e “Can’t Take My Breath Away“, com K-Wiz.

 

O MC e produtor Fokis. Foto: Reprodução/Facebook do artista

“This Thing Called Life”, Fokis & Oh No
Já conheço o trampo do Fokis em produção. O cara é fera. No microfone ele também não desaponta. Oh No a mesma coisa. É um bom produtor e um MC com ótimo flow e boas rimas. Neste caso, “This Thing Called Life” é produzido todo por Oh No e nos entrega uma sonoridade densa, com samples de jazz e músicas antigas, no estilo “máfia italiana”, como na faixa “Practice Patience”, que tem um videoclipe (assista abaixo).

Destaco também a faixa “Leap Of Faith“, que tem um sample de um vocal feminino da hora. Ah! Ia me esquecendo. O disco tem também participação do rapper Ras Kass, na faixa 7, intitulada “I Believe“.

Confira abaixo o clipe e ouça o disco na íntegra

 

Muldrow e Declaime. Foto: Reprodução/Google

“Black Love & War”, G&D (Georgia Anne Muldrow e Declaime)
Estes são dois artistas conhecidos da cena alternativa. Quem tá ligado, sabe. Muldrow tem excelentes trabalhos lançados (o BF já noticiou sobre outro lançamento dela) e Declaime também costuma apresentar boas coisas.

“Black Love & War” é um disco diferente. Ele passeia por sonoridades que vão da disco music, passando por electric funk, r&b e o Rap, claro. Algumas músicas lembram muito os sons do Parliament Funkadelic. Como comentei antes, é um disco eclético.

São 16 faixas no total. Você pode se agradar muito numa música e se desagradar muito noutra. Eu, particularmente, gostei das faixas “The Battle” e “Protect Yourself“. As outras me pareceram “além do meu tempo”. É aquela coisa, alguns discos a gente escuta e não digere muito bem. Aí vai escutar novamente, algum tempo depois, e pode passar a gostar bastante. Ouça e tire a sua conclusão.

Abaixo você confere o clipe da faixa “Where I’m From” e ouve o álbum todo

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.