Novos Samples #07: Do jazzy ao boom bap. Quatro discos que você vai gostar de ouvir

0
83

Quem me conhece sabe que eu gosto muito da cena alternativa. A mistura jazz/rap, conhecida como Jazzy, é minha predileta. O incomparável e pesado beat no estilo boom bap, característico dos anos 90, também me fazem balançar a cabeça instantaneamente.

Diariamente eu me pego no garimpo por lançamentos da cena underground em blogs gringos pela Internet. Afinal, preciso encher meu mp3 player com boa música. Acho que todo mundo tem um pouco de ‘garimpeiro’. E foi assim que achei os quatro álbuns que apresento hoje na coluna Novos Samples.


Quem acha que os estilos tem pouca representatividade atualmente, engana-se. O mercado musical está cheio de DJs, produtores e MCs que passeiam pelo ritmo do jazz e do rap, em especial na Europa. O canal Bandcamp é uma verdadeira ‘mina de ouro’ para os amantes da mistura. Aproveitando o ‘garimpo’, selecionei quatro álbuns lançados este ano.

“Nighfall”, Jazzquarterz
O produtor Jazzquartez é da cidade de Schaffhausen, na Suíça. Não o conhecia até então. O álbum, lançado pelo selo Haus & Baum, traz 12 faixas instrumentais. O estilo é boom bap rap, bem no ambiente da Golden Era, anos 90. Samples suaves, com toques de saxofone, trompetes, pianos envolventes e vocal jazz. Os destaques vão para as faixas “The Chant” e “Memories“.

[+] Você pode encontrar mais produções do artista na sua página oficial no SoundCloud.

“Opaque”, Spaze Windu
Radicado em Bremem, na Alemanha, Spaze Windo lança o álbum “Opaque“. O disco passeia através do jazz, do rap e do r&b, contando com participações da cantora Charlz, Repete23, Luk The Dude, Marco Zügner, Kid Kaba e Ruven Weithöner. Um disco de muita vibração positiva, com samples de sax, trompete, piano e alguns cuts e scratchs.

O trampo sai pelos selos Am Apparat e Yasy Paluma. Destaques para as faixas “In the Basement“, que conta algumas colagens bacanas e um sample de saxofone envolvente, e “Jazzhands“, que vem no embalo do piano jazz. Um baita disco!

[+] Mais sons do artista você cata no SoundCloudsegui-lo no Instagram e inscrever-se em sua página oficial no YouTube.

Siga o BF no Twitter – @bocadaforte
Jazzcapez. Foto: Reprodução/Facebook do artista

“Clarity”, Jazzscapez
Jazzcapez
foi um MC e produtor da cena underground norte-americana. Nascido em Massachusetts, o artista acabou falecendo alvejado pela polícia, em 2011, numa ocorrência um tanto bizarra e de difícil explicação.

O disco é uma compilação de algumas de suas principais gravações e foi lançado pelo selo local MASSAcre Music Group. Todos os sons tem rimas e produção de Jazzcapez, com participações de iLLa Truth, Kickback Beats e Self.

O rapaz tinha talento. Seu estilo de produção lembra muito a Golden Era do Hip Hop e suas rimas e flow tem uma ótima pegada. Destaques para as faixas “Real Recognize Real” e “Annunaki“.

[+] Você pode curtir a fanpage ‘in memoriam’ do artista no Facebook

Dr. Dundiff. Foto: Reprodução/Facebook do artista

“The Distance”, Dr. Dundiff
O melhor para o final… O álbum “The Distance“, do produtor e multi-instrumentista Dr. Dundiff, radicado na cidade de Louisville, nos Estados Unidos, é um verdadeiro deleite para os ouvidos. Suas 15 faixas vem elevadas em jazz e doces vocais, contendo participações de cantores e MCs como Claire Reneé, James Lindsey, K Raydio, Pink Siifu e Shania Robinson, além de vários outros músicos.

Apesar da seção levar o nome ‘samples’, este disco é todo tocado, instrumento por instrumento. Talvez um sample aqui e ali, mas sempre de um instrumento tocado pelo artista. O disco, que sai pelo selo Jakarta Records, soa algo parecido com o produzido pelo conhecido grupo The Roots.

Destaques para as faixas “What You Want“, com a cantora Claire Reneé, e “The Distance“, com K.Raydio.

[+] Você pode seguir Dr. Dundiff no Twitter, ouvir mais músicas dele no SoundCloud e curtir sua fanpage no Facebook.

Vale muito o play!

11,221 mm
Siga nosso canal no YouTube

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.