Jay-Z é mais uma celebridade a entrar para o mercado da cannabis

0
103

Segundo reportagens publicadas no site CNN Business e no The Guardian, respectivamente na terça-feira (09) e nesta quarta-feira (10), o bilionário rapper Jay-Z é mais uma celebridade a aderir ao crescente sucesso da indústria de cannabis.

O anúncio foi feito no site e nas redes sociais da empresa californiana Caliva. De acordo com a empresa “ele vai desempenhar um papel crucial na direção criativa, nos esforços de divulgação e na estratégia para a marca”. Os planos também incluem uma parte, que podemos chamar de um trabalho social, que é ajudar pessoas que foram presas por conta da dura e até injusta luta contra a droga, que acabou encarcerando, principalmente, muitos negros nos Estados Unidos.

11,221 mm
Siga nosso canal no YouTube

É uma parceria de longo prazo e vai de encontro aos objetivos de Jay-Z com o projeto lançado no inicio do ano, o Reform Alliance, que pretende tirar 1 milhão de norte-americanos das prisões ou em liberdade condicional em 5 anos. Sobre a parceria o rapper declarou – “Qualquer coisa que eu faça, eu quero fazer corretamente e no mais alto nível. Com todo o potencial da indústria de cannabis, a experiência e o espírito da Caliva fazem deles o melhor parceiro para este empreendimento.”

Jay-Z não é a primeira celebridade a seguir esse caminho, com a liberação da maconha para uso recreativo em 11 estados dos Estados Unidos, outros famosos já vem investindo nesse mercado e ao mesmo tempo servindo de “garotxs propaganda”. É o caso de Snoop DoggWhoopi GoldbergWillie Nelson, entre outros.

A Caliva é uma empresa criada em 2015 e já tem entre seus produtos: flor de cannabis, juntas pré-laminadas, vaporizadores, comestíveis e loções tópicas. A empresa também já vem investindo nesse lado social, essa tem sido uma preocupação de muitas pessoas nesse ramo, por considerarem injustas a maioria das prisões.

Em 20 de abril de 2019, feriado não-oficial da cannabis, eles fizeram uma parceria com a empresa de sorvetes Ben & Jerry’s para apoiar o trabalho das organizações Code for America e a Clear My Record, que trabalham para ajudar as pessoas a tirar de seus registros, as condenações não violentas envolvendo a maconha.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.