Crianças formam grupo de Breaking para representar o Brasil no exterior

0
34

Sim, eles começaram a vida agora, porém, seus nomes já atravessaram fronteiras, impressionaram países, ganharam prêmios e chamaram a atenção da imprensa nacional e internacional, mostrando o talento da nova geração de B-Boys e B-Girls brasileiros.

O que não falta para essa turminha de pouca idade, mas muito talento é disposição para correr atrás dos seus sonhos e objetivos, onde o céu é o limite!

Dançarinos e atletas, não se importam com nomenclatura, quando o tema é Breaking o assunto é levado a sério: muitas horas de treinos, repetições de movimentos difíceis, alongamentos e condicionamento físico. Tudo isso sem jamais perder a essência das ruas fazem parte da rotina de vida de B-Boy Sonek (15), B-Boy Marcin (14), B-Boy Eagle (12) e B-Girl Angel (9).

Histórias diferentes que ligam quatro das melhores crianças que dançam Breaking no país, de idades e regiões diferentes, no entanto com um mesmo sonho, representar o Brasil por meio do que mais gostam de fazer: Dançar!

Marcos Santos, conhecido como B-Boy Sonek, filho de um pedreiro e de uma dona de casa de Catalão/GO, começou a dançar com o pai, Thiago Mendes, com 6 anos. Participou de vários campeonatos regionais, nacionais e internacionais: Breaking Combate (SP), Rival vs Rival (SP), Quando as Ruas Chamam (DF), RV Power (GO) e em Portugal ganhou a Eurobattle, já tendo participado de programas de TV como Legendários (TV Record), Manos e Minas (TV Cultura) e Super Kids TV SAT1 (Alemanha).

Marcio Vinicius Souza, conhecido como B-Boy Marcin, filho de uma enfermeira e de um serralheiro, também de Catalão/GO, começou a dançar com 7 anos. O interesse foi despertado por meio do filme “Se ela dança, eu danço 3”, onde se encantou com o Breaking. Depois disso, incentivado pela irmã Caritta, que já dançava na época, começou a frequentar os treinos de Breaking da cidade, onde conheceu Thiago Mendes, o pai de Sonek e não parou mais. Se destacou em eventos como: Brazil Battle (GO), onde foi tri-campeão, Rival vs Rival (SP), 2º lugar no mundial Dance Summer Camp, em Portugal, participação no Lille Battle Pro, na França, entre outros.

Yeshua Rebello, chamado B-Boy Eagle, filho de dois jornalistas de Itanhaém, Litoral de SP, começou a dançar com 5 anos. Seu primeiro contato com a dança foi por meio do Sapateado, sua referência inicial na dança foi Michael Jackson e Fred Astaire, depois conheceu o Breaking e desde então jamais se separou dele. Orientado por Eder Devesa e preparado pelo personal Ju Costa, esteve presente em diversos eventos, destaque para:

1º Lugar no Beach Celebration (SP), Rival vs Rival (SP), Master Crews (SP), Breaking Combate (SP), Quando as Ruas Chamam (DF), World B-Boy Classic (SP), 3º lugar no Peruíbe Dance Festival (SP), Tattoo Experience (SP), Cidade vs Cidade (Santos/SP), São Vicente Festival (SP), 2º lugar no Break SP Battle, The King Of The Night (SP), Battle Force na Streetopia da Nike (SP), Cypher Battle in Shangai (SP), Battle in the Cypher (SP), Red Bull BC One Camp Brazil (SP), R16 (SP).

Em Portugal, em Braga, conquistou o 2º lugar no Mundial B.de Dança, no Breaking Kids 1vs1 e competiu na Porto World Battle. Foi notícia no Bom Dia SP (Rede Globo), no portal G1, no Jornal A Tribuna (Globo), Portal Rap Nacional, Portal Bocada Forte, Portal Rede Brasileira de Notícias, Portal OH2C, Portal Vida Loka, Portal Encene-se, Diário de Ceilândia, Portal de Cultura Urbana, Noticiário Periférico, Zona Suburbana, Revista Época , Portal R7 (TV Record) e TV de Braga.

Chaya Gabor, conhecida como B-Girl Angel, a única menina do grupo, filha de dois jornalistas e irmã do B-Boy Eagle, de Itanhaém, Litoral de São Paulo. Começou a dançar cedo, com 3 anos, no Ballet e Sapateado, depois, acompanhando o irmão, já com quase 4 anos trocou o Ballet pelo Breaking, onde se encontrou. Guerreira desde que nasceu, pois foi uma prematura extrema de 850 gramas, a menina que é carinhosamente chamada por seu treinador de “Senhorita Power Move”, pelo talento nato em assimilar os movimentos acrobáticos. Foi a primeira criança na história a ser finalista do Prêmio Sabotage, feito pela Câmara Municipal de São Paulo e participou de eventos como:

Rival Vs Rival (SP), Breaking Combate (SP), 2º lugar no Peruíbe Dance Festival (SP), Master Crews (SP), BreakSP Battle, chegou a semi-final no Quando as Ruas Chamam (DF), B-Boy World Classic (SP), Ar Dance (SP), Tattoo Experience (SP), Festival Santos Café (Santos/SP), R16 (SP) e esteve no Red Bull BC One Camp Brazil.

Já foi notícia na Revista Rap Nacional, Revista BreakSP,  Portal Uol, Portal Encene-se, Portal de Cultura Urbana, Portal Bocada Forte, TV Record, Jornal Diário de Ceilândia, Portal da Prefeitura de Itanhaém, Portal OH2C, Portal Vale do Aço, Cultura de Itanhaém, Jornal Fatos, R7 (TV Record), Bom Dia SP (Rede Globo), portal G1 e Portal A Tribuna (Globo)

Juntos essas crianças criaram a ‘Dream Kids Brazil Crew’, que pretende levar o Brasil para os quatro cantos do mundo, mostrando o que existe de melhor no Breaking brasileiro. Apresentado pelo nova geração, sob o comando do coach Eder Devesa (Dunda), que treina esses pequenos desde o início. A primeira competição do grupo é o evento Sur-Breakers, na cidade de Linares, no Chile, em novembro. São dos pais de Eagle e Angel as palavras: “Os treinos intensos já começaram, todos eles têm uma característica em comum: são dedicados e focados, formando um time de peso da nova geração”. O futuro já começou, rumo à vitória!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.