Confira ‘Dom pra ser vilão’, do projeto PL4N0

0
51

A Selektah Gang é um selo de produção artística fundado da intersecção de três núcleos de produção independente do Rio Grande do Sul: Santuário Rec, Olga Lab e All Green Records. Após o lançamento da obra “Odalisca” no mês de abril, o selo Selektah Gang apresentou o novo projeto denominado “PL4N0” (composto pelos membros SLKT: Blatto, Don Boto, DJ Kojack e VINI) com a estréia da track “Dom Pra Ser Vilão”, que contou com a participação especial do MC Seman, membro do grupo D’lamotta (POA/Alvorada) que participou de trabalhos da “1 KILO” desde os primeiros lançamentos da banca e vem se destacando pelos últimos trabalhos solos e em parceria apresentados nesse ano de 2019.

O grupo “PL4N0” é mais um projeto do selo Selektah Gang, que mantém fluxo de criação de conteúdo autêntico com lançamentos mensais desde meados de 2016 e movimenta o cenário do RAP no centro do Sul do Brasil (Santa Maria-RS). O núcleo autossuficiente, que conta com videomakers, produtores musicais, designers, beatmakers, DJs e MCs, vem se destacando nos últimos anos com produções inovadoras, participações em grandes eventos e parcerias colaborativas com outros artistas da cena como D’lamotta e Johnguen.

“Dom Pra Ser Vilão” contou com suporte de uma grande equipe e apresenta trabalho sólido e impecável de todos envolvidos, desde roteiro, direção, beat, riffs de guitarra até a atuação de Rossano Martins como palhaço assassino e dos MCs envolvidos.

Modernamente, o termo “vilão” está ligado a um personagem modelo, sendo usado para referir-se a alguém que pratica atos indignos, porém, frente a realidade dos valores invertidos na sociedade atual, onde políticos manipulam o poder a favor de suas próprias famílias e são aplaudidos perante multidões e em contraponto artistas são vistos como terroristas e vagabundos, sendo marginalizados e reprimidos, a obra “Dom Pra Ser Vilão” questiona a perspectiva e o posicionamento do suposto “bom moço/cidadão de bem”.
Longe dos cunhos de caráter, a forma estética que adotamos, enquanto indivíduos da contracultura, preenche nosso atestado: VILÕES!

Assista ao vídeo

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.