Dos anos 80 até os anos 2000 podemos contabilizar mais de 100 discos importantes na construção do Rap e todas as suas vertentes. Desde os primeiros sucessos, no final dos anos 70 e começo dos 80, foram muitos os lançamentos que mudaram os rumos e pautaram o Rap, seja nos temas, nas batidas, no uso de samples, nas técnicas de rimas ou nos scratches e colagens.

Mas o lançamento de um álbum em 7 de julho de 1987 apresentou ao mundo um MC que se tornou um divisor de águas na história do Ritmo e Poesia, foi o disco “Paid in Full“, da dupla Eric B & Rakim. Eric, o DJ. Rakim, o MC. A formação clássica e raiz de um grupo de Rap.

Antes do lançamento do álbum, em 1986, com a produção de Marley Marl, eles lançaram o single “Eric B. Is President”, juntamente com a faixa “My melody”. Este single já conseguiu fazer algum barulho e, com o sucesso, veio um contrato com a Island Records, que lançou o primeiro álbum da dupla pelo selo 4th & B’way Records.
Rakim se transformou em sinônimo de flow, a partir dele o Rap passou a ser cantado de outra forma. Ele “flutuava” sobre as batidas, não gritava, não rimava quadradinho. Era como se a batida tivesse sido criada tendo como base suas rimas. A geração que rimou na Golden Era foi a mais influenciada pelo seu estilo de rimar. Sempre digo que alguns álbuns são obrigatórios, não só para fãs ou pessoas especializadas, mas principalmente para MCs e DJs. Se você vive de Rap, este é um dos discos obrigatórios. Tira aí pelo menos uma horinha do seu dia e escuta este disco com atenção.

Aqui no Brasil a música mais popular, conhecida até por pessoas que nem curtem Rap, é a faixa título. A música “Paid in Full” é tocada em qualquer festa especial anos 80, ou casamentos, festas de 15 anos, reunião de família ou qualquer lugar que os tiozão da geração que nasceu entre 70 e 79 se reúnam. O sample do poema hebraico “Im Nin’Alu”, cantado pela israelense Ofra Haza, é marcante. Quantas vezes você já ouviu em uma música a colagem “pump up the volume”? Sim, ela também saiu deste disco e virou até single do grupo inglês M|A|R|R|S. Essa colagem foi tirada do single “I Know You Got Soul”.

Rótulo do primeiro single da dupla

Apesar de Rakim ser reconhecidamente um dos maiores maiores MCs da história, nesse disco Eric B teve muito destaque. Em todas as faixas ele está bem presente, cumprindo a sua função de DJ/produtor e ainda tem duas faixas só pra ele, “Eric B. is on the cut” e “Chinese Arithmetic”.

Essa era uma época em que o DJ era muito mais valorizado. Sem eles os grandes MCs jamais seriam revelados e com Rakim não foi diferente. Isso ajudou muito para que outros grupos fossem formados com essa mesma valorização e respeito ao DJ. Para entender um pouco desse respeito, repare na foto ao lado o rótulo do primeiro single como está a descrição da dupla, “Eric B. participação Rakim”.

Quem parar e escutar este disco com atenção, vai perceber a quantidade de frases tiradas das músicas desse álbum que viraram colagens e foram usados em inúmeros Raps. Rakim não é um grande criador de refrões. O negócio dele é rimar, então todas as músicas são muito ricas em frases para colagem. Os refrões são ocupados com scratchs e colagens do DJ Eric. Rakim no máximo repete o título da música. Não que isso seja uma deficiência, é mais uma característica dessa parceria clássica entre DJ e MC, como se um dissesse pro outro “eu rimo e o refrão é seu”.

Foram cinco os singles desse disco. Além dos já citados “Eric B. Is President”, “I Know You Got Soul” e “Paid in Full”, ainda teve os singles de “Move the Crowd” e “I Ain’t No Joke”.

Ouça a playlist em nosso Canal, aproveite e siga o BF no YouTube

 

Ouça o disco na íntegra

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.